sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Bruxa pretensiova X Bruxa Equivocada

     Hoje, vou esclarecer duas questões em relação a um post meu que foi mal interpretado por uma leitora nova aqui do blog. Digo "nova" porque, se ela me interpretou errado é porque não me conhece e/ou não leu todos os meus outros posts que deixam bem claro qual a minha visão sobre Magia e Religião e sobre os diferentes tipos de bruxas e magias que há.
           Para começar, gostaria de dizer que por um tempo, fui evangélica e depois católica, mas antes e depois disso, bruxa. Antes, eu era apenas uma observadora. Via minha mãe e minha avó praticarem, mas não tomava partido nisso porque não compreendia direito a magia e nem tinha ouvido falar da Wicca ainda. Pelo tempo que passei na igreja, eu acredito em Deus e no Diabo. Sei bem que na Wicca, muitos preferem acreditar que o diabo não existe e eu, inclusive, fiz um post, há um tempo atrás, falando sobre isso - e se você tivesse lido, não teria pensado que não sei sobre isso -. O que acontece é que muitos novos wiccanos antes de seguirem a nossa religião, já seguiram alguma outra e tem ou tiveram algum contato com alguém que acredita em Deus e logo no diabo. Eu tenho uma amiga que é católica e, ao mesmo tempo, wiccana. Na Wicca, não há problema em seguir duas religiões, esse é um problema para as outras religiões, mas não para a Wicca. Inclusive, a Eddie Van Feu, vive dizendo isso em alguns livros dela e até em comentários, pode pesquisar, caso duvide de minha palavra, ou perguntar a própria Eddie. Ela tem uma página oficial no Facebook. 
        Sempre deixei bem claro em vários posts que, por acreditar em Deus e no diabo, ninguém deveria estranhar, caso eu os mencionasse. Não conseguiria ignorar algo no qual acredito, por isso, mesmo que não seja comum, vou sim falar em deus e no diabo, mesmo que muitos não gostem ou achem esquisito. Sinto muito! Além do mais, Diabo é só uma palavra que define o mal, então, não importa muito se eu usar outras palavras como "Sombrio", "baixos", "malignos" ou variante, o mal sempre será o mal, independente de seu nome. Eu só prefiro chamar o mal de "diabo" e não vejo problema nisso. Cada um tem sua própria definição da palavra "mal". Há os que negam a existência do mal, mas eu não nego. Sei que existe. Já vi com meus próprios olhos.
   

    Quanto ao uso da palavra "macumbeiro", devo dizer que na Umbanda, existe tanto o mal quanto o bem. Há a Umbanda da Direita e há a Umbanda da Esquerda. A da esquerda, trabalha com energias não tão boas...
     Não é novidade que existem muitas bruxas por aí que se dizem Mães De Santo e que fazem supostos trabalhos amorosos e coisas do tipo. Todo mundo chama elas de macumbeiras e não de bruxas. Isso é um fato. Muitas dessas mulheres (não estou dizendo TODAS mas sim MUITAS) são charlatãs e só querem enganar os outros, tomando tanto ou mais dinheiro quanto puderem. Eu sei disso porque minhas tias e mesmo minha mãe já procuraram muito essas mulheres porque sofriam com amores não correspondidos. Elas gastavam muito dinheiro e no fim, não conseguiam nem ver a sombra de fulano. Procuravam a "feiticeira" e pediam uma explicação. Sabe o que ela ou elas, diziam? Que alguém havia feito um trabalho para separá-los e que ela teria de desfazer e assim as desculpas se estendiam.... Quem já foi vítima desse golpe, sabe bem do que estou falando. Isso não é bom nem para a pessoa aflita que procura ajuda nem para as outras bruxas, feiticeiras ou macumbeiras que levam o fazem realmente a sério, e por causa disso, muita gente deixa de acreditar na magia. Eu fico triste com isso, mas realmente acontece muito. Pode não ter acontecido com você e por isso você não entenda, mas pode apostar que acontece com muita gente. É só investigar. Nem todo mundo leva a magia a sério, infelizmente.

           Eu não sou iniciada, é verdade. Mas amo a Wicca de todo o meu coração e estudo muito a respeito. Leio bastante e estou sempre trocando opiniões e experiências com pessoas que também estudam ou já estudaram sobre isso. Eu procuro me informar sempre antes de escrever um texto. Como eu tiro um pouco daqui e outro pouco dali, nem sempre dá para citar todas as fontes, isso sem somar o meu próprio ponto de vista, sempre evidente. Então, eu sei o que estou fazendo aqui e em todos os meus blogs. Sei sobre a Lei Tríplice, sei o que é considerado ou desconsiderado na wicca, mas meus blogs são um espaço para compartilhar não apenas rituais e feitiços, mas também, expressar ideias. Esse blog em especial não é exclusivo da Wicca. Aqui, eu falo sobre toda e qualquer forma de magia e não apenas a Wicca. Eu pensei que havia deixado isso bem claro desde o princípio, mas como muitos não entenderam antes, espero que entendam agora: Não sou uma sacerdotisa ou algo do tipo para falar única e exclusivamente da Wicca, por isso, eu falo de tudo um pouco. Eu sempre cito a Wicca é verdade, mas é mais como uma referência mesmo. 
              Algum dia, eu vou pertencer a um Coven e ser iniciada como manda a Tradição, mas até lá, eu me sinto no direito de experimentar de tudo um pouco. E não julgo nada porque todas as formas de magia são válidas. Também sempre fui contra pessoas que nutriam algum preconceito contra Umbandistas (ou seja lá como se escreva). Eu, pelo menos, considero que todas as bruxas são irmãs e respeito todas. Entendo que tenha havido um mal entendido pela forma como me expressei, mas, também, não leve para o lado pessoal. Em vista de meus textos passados, dá para perceber que não fui pretensiosa, mas você quem julgou antes de ler os outros textos, foi equivocado. Muito equivocado. Mas ok. Isso é uma coisa que acontece muito e é típico do ser humano julgar sem antes conhecer. Eu entendo e perdoo seu equívoco. Fique na luz, irmã. ;)

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .