quarta-feira, 17 de julho de 2013

Fênix

   A fênix ou fénix é um pássaro da mitologia grega que, quando morria, entrava em auto-combustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Outra característica da fénix é sua força que a faz transportar em voo cargas muito pesadas, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes. Podendo se transformar em uma ave de fogo. Teria penas brilhantes, douradas, e vermelho-arroxeadas, e seria do mesmo tamanho ou maior do que uma águia. Segundo alguns escritores gregos, a fénix vivia exatamente quinhentos anos. Outros acreditavam que seu ciclo de vida era de 97.200 anos. No final de cada ciclo de vida, a fénix queimava-se numa pira funerária. A vida longa da fénix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.

Suas lágrimas tem propriedades para curar qualquer tipo de doença ou ferida. Ela também suportava cargas muito pesadas, como elefantes, e dominava a arte da Pirocinese (produzia e manipulava o fogo).
Os gregos parecem ter se baseado em Bennu, da mitologia egípcia, representado na forma de uma ave acinzentada semelhante à garça, hoje extinta, que habitava o Egito. Cumprido o ciclo de vida do Bennu, ele voava a Heliópolis, pousava sobre a pira do deus Rá, ateava fogo em seu ninho e se deixava consumir pelas chamas, renascendo das cinzas.
Hesíodo, poeta grego do século VIII a.C., afirmou que a fênix vivia nove vezes o tempo de existência do corvo, que tem uma longa vida. Outros cálculos mencionaram até 97.200 anos.
    De forma semelhante a Bennu, quando a ave sentia a morte se aproximar, construía uma pira de ramos de canela, sálvia e mirra em cujas chamas morria queimada. Mas das cinzas erguia-se então uma nova fénix, que colocava piedosamente os restos da sua progenitora num ovo de mirra e voava com ele à cidade egípcia de Heliópolis, onde os colocava no Altar do Sol.
Dizia-se que estas cinzas tinham o poder de ressuscitar um morto. O imperador romano Heliogábalo (204-222 d. C.) decidiu comer carne de fénix, a fim de conseguir a imortalidade. Comeu uma ave-do-paraíso, que lhe foi enviada em vez de uma fénix, mas foi assassinado pouco tempo depois.
Atualmente os estudiosos creem que a lenda surgiu no Oriente e foi adaptada pelos sacerdotes do Sol de Heliópolis como uma alegoria da morte e renascimento diários do astro-rei. Tal como todos os grandes mitos gregos, desperta consonâncias no mais íntimo do homem. Na arte cristã, a fénix renascida tornou-se um símbolo popular da ressurreição de Cristo.
Curiosamente, o seu nome pode dever-se a um equívoco de Heródoto, historiador grego do século V a.C.. Na sua descrição da ave, ele pode tê-la erroneamente designado por fénix (phoenix), a palmeira (phoinix em grego) sobre a qual a ave era nessa época representada.
  • A crença na ave lendária que renasce das próprias cinzas existiu em vários povos da antiguidade como gregos, egípcios e chineses. Em todas as mitologias o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim.
  • Para os gregos, a fénix por vezes estava ligada ao deus Hermes e é representada em muitos templos antigos. Há um paralelo da fénix com o Sol, que morre todos os dias no horizonte para renascer no dia seguinte, tornando-se o eterno símbolo da morte e do renascimento da natureza.
  • Os egípcios a tinham por "Bennu" e estava relacionada a estrela "Sótis", ou estrela de cinco pontas, estrela flamejante, que é pintada ao seu lado.

  • Na China antiga a fénix foi representada como uma ave maravilhosa e transformada em símbolo da felicidade, da virtude, da força, da liberdade, e da inteligência. Na sua plumagem, brilham as cinco cores sagradas.Roxo, Azul, Vermelha, Branco e Dourado.
  • No início da era Cristã esta ave fabulosa foi símbolo do renascimento e da ressurreição. Neste sentido, ela simboliza o Cristo ou o Iniciado, recebendo uma segunda vida, em troca daquela que sacrificou.
  • No Acidente na mina San José em 2010, a cápsula que estava retirando um por um dos 33 mineiros foi chamada de Fênix, porque o resgate deles a uma profundidade muito funda de terra lembra a ressureição da ave mítica das cinzas.
 "Estas criaturas (outras raças de pássaros) todas descendem de seus primeiros, de outros de seu tipo. Mas um sozinho, um pássaro, renova e renasce dele mesmo - a Fénix da Assíria, que se alimenta não de sementes ou folhas verdes mas de óleos de bálsamo e gotas de olíbano. Este pássaro, quando os cinco longos séculos de vida já se passaram, cria um ninho em uma palmeira elevada; e as linhas do ninho com cássia, mirra dourados e pedaços de canela, estabelecida lá, inflama-se, rodeada de perfumes, termina a extensão de sua vida. Então do corpo de seu pai renasce uma pequena Fénix, como se diz, para viver os mesmos longos anos. Quando o tempo reconstrói sua força ao poder de suportar seu próprio peso, levanta o ninho - o ninho que é berço seu e túmulo de seu pai - como imposição do amor e do dever, dessa palma alta e carrega-o através dos céus até alcançar a grande cidade do Sol (Heliópolis, no Egito), e perante as portas do sagrado templo do Sol, sepulta-o" - Ovidio.

A Fênix entre os persas

     O poeta persa sufista Farid al-Din Attar, no livro A Conferência dos Pássaros, de 1177, descreve a fênix:
"Na Índia vive um pássaro que é único: a encantadora fênix tem um bico extraordinariamente longo e muito duro, perfurado com uma centena de orifícios, como uma flauta. Não tem fêmea, vive isolada e seu reinado é absoluto. Cada abertura em seu bico produz um som diferente, e cada um desses sons revela um segredo particular, sutil e profundo. Quando ela faz ouvir essas notas plangentes, os pássaros e os peixes agitam-se, as bestas mais ferozes entram em êxtase; depois todos silenciam. Foi desse canto que um sábio aprendeu a ciência da música. A fênix vive cerca de mil anos e conhece de antemão a hora de sua morte. Quando ela sente aproximar-se o momento de retirar o seu coração do mundo, e todos os indícios lhe confirmam que deve partir, constrói uma pira reunindo ao redor de sí lenha e folhas de palmeira. Em meio a essas folhas entoa tristes melodias, e cada nota lamentosa que emite é uma evidência de sua alma imaculada. Enquanto canta, a amarga dor da morte penetra seu íntimo e ela treme como uma folha. Todos os pássaros e animais são atraídos por seu canto, que soa agora como as trombetas do Último Dia; todos aproximam-se para assistir o espetáculo de sua morte, e, por seu exemplo, cada um deles determina-se a deixar o mundo para trás e resigna-se a morrer. De fato, nesse dia um grande número de animais morre com o coração ensanguentado diante da fênix, por causa da tristeza de que a veem presa. É um dia extraordinário: alguns soluçam em simpatia, outros perdem os sentidos, outros ainda morrem ao ouvir seu lamento apaixonado. Quando lhe resta apenas um sopro de vida, a fênix bate suas asas e agita suas plumas, e deste movimento produz-se um fogo que transforma seu estado. Este fogo espalha-se rapidamente para folhagens e madeira, que ardem agradavelmente. Breve, madeira e pássaro tornam-se brasas vivas, e então cinzas. Porém, quando a pira foi consumida e a última centelha se extingue, uma pequena fênix desperta do leito de cinzas. Aconteceu alguma vez a alguém deste mundo renascer depois da morte? Mesmo que te fosse concedida uma vida tão longa quanto a da fênix, terias de morrer quando a medida de tua vida fosse preenchida. A fênix permaneceu por mil anos completamente só, no lamento e na dor, sem companheira nem progenitora. Não contraiu laços com ninguém neste mundo, nenhuma criança alegrou sua idade e, ao final de sua vida, quando teve de deixar de existir, lançou suas cinzas ao vento, a fim de que saibas que ninguém pode escapar à morte, não importa que astúcia empregue. Em todo o mundo não há ninguém que não morra. Sabe, pelo milagre da fênix, que ninguém tem abrigo contra a morte. Ainda que a morte seja dura e tirânica, é preciso conviver com ela, e embora muitas provações caiam sobre nós, a morte permanece a mais dura prova que o Caminho nos exigirá".


A Fênix na literatura ocidental moderna


Uma fênix é protagonista da novela "A Princesa da Babilônia" de Voltaire. Voltaire faz a seguinte descrição desta ave fabulosa:
"Era do talhe de uma águia, mas os seus olhos eram tão suaves e ternos quanto os da águia são altivos e ameaçadores. Seu bico era cor-de-rosa e parecia ter algo da linda boca de Formosante. Seu pescoço reunia todas as cores do arco-íris, porém mais vivas e brilhantes. Em nuanças infinitas, brilhava-lhe o ouro na plumagem. Seus pés pareciam uma mescla de prata e púrpura; e a cauda dos belos pássaros que atrelaram depois ao carro de Juno não tinham comparação com a sua."



domingo, 7 de julho de 2013

Como proteger-se de ataques psíquicos


   Eu iniciei meu caminho na senda quando tinha por volta de 12 anos de idade. Nos últimos 20 anos pude observar que a maioria das pessoas não levam em consideração a realidade e meu lugar nela. Uma das observações que constatei ser verdade é que durante todo o tempo que você se torna ativamente engajado no processo de aperfeiçoamento de seu Potencial Ilimitado, sua aura, sua energia, sua alma em si começa a brilhar com mais intensidade.
Pessoas podem sentir isto e, com certeza, podem reagir a isto. A maioria das pessoas são atraídas por aqueles que brilham; Elas tem o senso instintivo que podem confiar naquela pessoa, e mais ainda, elas podem aprender com aquela pessoa.
Entretanto, existe um lado sombrio, ou negativo, por possuir um brilho radiante. A maioria das pessoas que tem experiência em ocultismo não lhe dirão isto, eles lhe dirão que se você aumentar sua ressonância energética e expandir sua aura, tudo ficará sossegado, numa boa.
Bem, eu fiz um compromisso com você, lhe dizer a verdade, não importa ela qual seja, porque vi em você seu absoluto POTENCIAL ILIMITADO, e sei que pode lidar com qualquer coisa e algo mais, uma vez que tenha a informação correta.
O lado sombrio do brilho radiante é que nós vivemos em uma era sombria de um mundo sombrio. E desse modo, se você possui um brilho radiante estando numa era sombria de um mundo sombrio, você está um tanto quanto fora de seu ambiente.
De fato, você se encontrará como uma luz brilhante numa noite escura.
Se já acendeu uma luz ou sentou-se ao redor de uma fogueira no meio da noite então sabe o que acontece: Enxames de insetos desagradavelmente pequenos e nojentos avançam para a luz. Eles querem tão desesperadamente estar perto da luz, porém não possuem nenhuma capacidade intelectual para manter uma distancia segura, nem os recursos para criar sua própria luz.
E então o que fazem?

Geralmente voam diretamente para o fogo e se matam instantaneamente, ou ficam vagando em volta da luz brilhante, irritando aqueles que desfrutam da luz e do calor com conforto e responsabilidade.
Algumas vezes, os insetos perturbam tanto aquelas pessoas em volta que estas acabam dando um jeito neles.
Então vamos levar isto para o lado espiritual:
Se você é uma luz radiante em um mundo sombrio, você atrairá seres, forças e pessoas. Alguns desses seres, forças e pessoas mais evoluídos reconhecerão seu brilho pelo que ele é, e perceberão que eles também podem possuir isto.
Outros seres, forças e pessoas mais atrasados reagirão violentamente contra você, porque sentem que não possuem os recursos para criar o brilho por eles próprios, e não suportam o fato que você conseguiu por você mérito próprio. Mas, caro leitor, não há nada com o que se preocupar pois a fonte de poderes através da qual desenvolveu suas habilidades e tem expandido sua luz interior para uma visível e solida permeação, é utilizada para criar todas as coisas, sustentar todas as coisas e pode ser usada para destruir todas as coisas.
Tudo que é necessário é que foque esse poder de uma maneira que afaste aqueles que lhe desejam fazer mal, e ao mesmo tempo se cerque com uma esfera de proteção que nenhum ataque futuro seja bem sucedido!

Aqui está o que deve fazer!

 

Sente em uma cadeira no centro de uma sala, de frente para o norte.
  1. Inspire profundamente, tendo certeza que permanece consciente do ar entrando em sua boca, passando pela sua garganta chegando em seus pulmões. Segure a respiração por um momento, longo o suficiente para sentir seus pulmões, peito e todo o tórax alongados e expandidos.
  2. Observe o aposento que se encontra(tanto faz se os olhos estiverem abertos ou fechados). Em vez de olhar as paredes, o chão ou os objetos a sua volta, focalize sua atenção no ar que te envolve. Inale profundamente, segurando sua respiração momentaneamente, e então exale, mantendo sua atenção no ar do aposento. Repita algumas vezes sentindo a conexão entre você e o ambiente a cada vez que ele lhe concede o ar e em troca você o devolve.
  3. Enquanto olha as incontáveis partículas de ar a sua volta, visualize que elas lentamente se iluminam, como se elas estivessem absorvendo um pouco do sol, ou da luz artificial em seu quarto e refletindo toda essa luz, como se fossem prismas microscópicos.
  4. A partir deste ponto é melhor continuar com a visualização de olhos abertos. Não espere ver essas coisas com seus olhos físicos, permita que a sua percepção preencha a sua mente conforme você olha ao redor da sala. Saiba que isto está acontecendo e sinta.(NT Olhe com os olhos da mente.)
  5. Enquanto olha as pequenas partículas de luz, perceba que elas são mais que moléculas de ar, visualize-as incandescendo mais intensamente, a luz se propagando a partir dos centros, brilhando como um milhão de sóis que lhe envolvem. O ar a sua volta deve parecer como se estivesse radiante, o calor e luz preenchendo toda a sala.
  6. Inspire esta luz, e vivencie-a. Sinta o calor e o poder da luz entrando em você. Em vez de mover para os pulmões, sinta e visualize seu corpo todo sendo preenchido com esse silvo luminoso.

  1. Quando sentir que está completamente repleto de luz, feche seus olhos e direcione sua atenção inteiramente para seu interior. Sinta a luz que agora está em você, incandescendo como mil sóis. Expirando, libere essa luz, como uma esferas iluminadas sendo empurradas por todos os poros, especialmente pelo seu plexo solar, na área do estômago. Visualize a onda de choque desta explosão de luz destruindo seus inimigos e qualquer poder que esteja te ameaçando. Se sente o ataque vindo de uma direção específica, erga sua mão nessa direção e descarregue a luz desta forma.
Este método limpara sua área de todo o mal, negando os trabalhos que outros podem estar fazendo contra você.
Seja vigilante, no entanto, porque até seus inimigos estarem inteiramente destruídos, de corpo e alma, eles continuarão a te perseguir.
Nesses casos, os trabalhos de Baneful Magick podem remover estas pragas da existência.

FONTE: http://www.mortesubita.org/

Viajem Espiritual


Você já se sentiu cansado deste mundo? Como se ele houvesse se tornado chato ou previsível?
A projeção astral é a chave para encontrar seu verdadeiro lugar no Universo. Descubra como viajar para mundos espirituais e aprender segredos mágicos que quase ninguém sabe…


A Melhor Maneira de Obter Sucesso em Viagem Espiritual

E se você pudesse ir à qualquer lugar que quisesse, em um piscar de olhos? Onde você iria?
Você pode ir lá, agora. Você não tem que comprar passagem ou entrar em seu carro e dirigir.Tudo o que você tem que fazer é sentar em uma cadeira, ficar confortável, e viajar pelo mundo em um corpo espiritual.
Palavras como “Projeção Astral” e “Experiência Fora do Corpo” tem sido pupulares na cultura mística nos ultimos dez ou vinte anos, mas nada disso é novidade.
 Na verdade os antigos profetas, feiticeiros e mestres espirituais praticavam e ensinavam vários métodos de viagem fora do corpo.

Viagem Espiritual difere de Projeção Astral pois projeção astral somente o leva para o plano astral, que é apenas um dos incontáveis planos de existência espiritual.
Viagem Espiritual lhe permite viajar SEM LIMITES em qualquer plano ou estado que desejar.
Viagem espiritual difere de Experiência Fora do Corpo pois a Viagem Espiritual é completamente SOB SEU CONTROLE.
Você não precisa ter medo de não conseguir voltar ao corpo, ou de perder-se nos mundos etéreos. O sistema de Viagem Espiritual é sem falhas.

Então, como você pode viajar AGORA?

1. Quero que você olhe para cima fora desta página, para sua parede. Na verdade, eu quero que você olhe para a linha onde a parede se conecta com o teto.
Seus olhos automaticamente vão se focar naquele ponto, trazendo uma visão clara. Quero que relaxe sua mente, e relaxe seus olhos, e “puxe” um pouco para trás a profundidade da sua visão.
Você pode fazer isso imaginando que há uma folha de vidro ou plastico transparente à cerca de meio metro de distância daquele canto, separando você da junção da parede e teto. Finja que você está olhando para a folha transparente.
Sua profundidade de visão irá ajustar-se automaticamente, e a linha entre o teto e a parede vai borrar.
2. Mantenha o foco nesta folha transparente imaginária, e depois de apenas uns dois ou três minutos você vai começar a ver algo surpreendente:

O véu entre o mundo espiritual e o mundo físico vai ser levantado.
Primeiro, você verá o que chamo de “Chuva Estática”. Isto é basicamente como gotículas de chuva cintilante congeladas no ar na sua frente. Este fenômeno visual irá aumentar até que veja estática ao seu redor.
Você pode encontrar-se sentindo um pouco tonto, vertigem, ou fora de equilíbrio. Este é um sinal do seu sucesso! Suas ondas cerebrais estão se movendo da atividade consciente para uma espécie de super-consciência.
3. É neste ponto que, enquanto você mantiver sua visão fora de foco e suas ondas cerebrais em estado Theta super-consciente, você será capaz de levantar-se para fora do corpo e andar pelo quarto.
Isto precisa ser feito em uma expiração/exalação. À medida que você exala o ar, mova-se para fora.
Assim que estiver fora de seu corpo, vá para aquele lugar que você queria ir.
4. Quando você voltar, faça novamente, e vá à algum lugar novo.
Você pode até mesmo ir além do mundo físico, em mundos espirituais. Você pode se juntar com anjos, demônios, mesmo os deuses.
Tudo o que você tem à fazer é sentar em uma cadeira, ficar confortável, e viajar por todo mundo, por todo o universo, ou além do espaço e do tempo, em um corpo espiritual.
Você pode começar a usar estes simples passos para Viagem Espiritual AGORA MESMO!


5 Etapas Para Acessar os Planos Mágicos Superiores

Uma vez que você se educar em como acessar os três poderes divinos (divinação, evocação e viagem espiritual) através do e-book “Become a Living God”, você será capaz de projetar sua consciência para fora do corpo à vontade!
Assim, você pode visitar qualquer pessoa ou lugar em uma fração de segundo.
Você pode flutuar ao redor do mundo físico, obter informações, observando situações e pessoas, e ver o mundo como uma mosca na parede.
Mas, acredite, isso fica chato, e rápido.
Além das fronteiras do plano físico há uma realidade espiritual em camadas, onde demônios e anjos e espíritos colidem, onde milhares de deuses se misturam, e onde os viajantes como você podem ir para a realização de sua verdadeira identidade como um ser ILIMITADO.
Mas, como você chega lá?
Como você vai deste mundo de carne e substância aos multiplos reinos espirituais?
Aprenda Como Acessar Mundos de Possibilidades Ilimitadas
Vou dar 5 ótimas dicas que são garantidas para abrir essas portas para você. E, uma vez que você encontrou uma rachadura entre os mundos, a coisa toda vai se abrir.

1. Ache Um Portal
Existem portais entre os mundos, especificamente entre o plano físico e o plano astral, ao nosso redor. Alguns deles são “pontos fracos” naturais, onde o véu que separa o físico do espiritual é mais ou menos desgastado.
A maioria das pessoas já passou por esses portais uma ou duas vezes acidentalmente. Um certo lugar onde se sente frio, umidade, ou mesmo um vácuo, em contraste com o ambiente. E depois de alguns passos, suas sensações voltaram ao normal.
Outros locais podem ser mais quentes, ou mais pesados. Alguns lugares me fizeram sentir até que estava debaixo d’água.
Locais que são notoriamente “assombrados”, ou são marcos de ocorrência sobrenatural, tais como avistamento de OVNIs ou materializações espirituais, são pontos fracos onde as coisas de outras dimensões podem se esgueirar para o mundo físico.
Cemitérios muitas vezes são pontos fracos, especialmente os mais antigos.
Tudo o que você tem que fazer é se projetar para fora do corpo, viajar para a localização de um ponto fraco, e você verá o que muitas vezes aparece com um buraco entre os mundos, um ponto de luz brilhando através de um rasgo no tecido da nossa realidade. Viaje através da rachadura, e você se encontrará em uma realidade muito diferente de tudo que você poderia encontrar na terra.
No entanto, tenha cuidado ao fazê-lo em certos lugares, como cemitérios, pois o reino dos espíritos é imenso, e certas passagens conduzem para áreas específicas. E algumas dessas áreas podem ser bem assustadoras.
2. Encontre um Guia
Enquanto viaja para fora do corpo, você pode notar que há pessoas presentes que te observam.
Ou você pode ver certos animais, espíritos, ou seres sobrenaturais que aparecem com mais frequência que outros, e então desaparecem.

Quando você se deparar com um ser que está em estado de projeção, inicie uma conversa com ele.
É realmente fácil assim.
Você será capaz de discernir muito rapidamente se é alguém em quem você pode confiar ou não. Se for, então você pode pedir-lhe que te mostre os Planos Superiores.
Isso muitas vezes leva a uma educação muito profunda sobre viagem espiritual, e sobre espiritualidade como um todo.
3. Siga Uma Estrela
Muito parecidos com os pontos fracos entre os mundos nesta Terra, os planetas, luas e estrelas são “Pontos Fortes”, objetos espiritualmente gravitacionais que podem atuar como Portais Astrais.
Pesquise as várias estrelas e planetas, e decida para qual deles gostaria de viajar.
Lembre-se que os antigos astrólogos sabiam o que estavam falando! Os significados das estrelas e dos planetas atribuídos pela astrologia lhe darão uma boa idéia da área dos mundos espirituais para onde cada estrela ou planeta irá levá-lo.
Em outras palavras, não vá voando para o Portal de Saturno à menos que você queira estar no proibido, o secreto, e muitas vezes o Escuro.
4. Cheque os Pontos de Referência

Uma questão que muitas pessoas tem é que eles são capazes de viajar para uma região da realidade espiritual uma vez, talvez mesmo acidentalmente, mas não conseguem voltar lá novamente.
Se isso acontecer, tudo o que têm a fazer é lembrar todos os pontos de referência específicos, objetos ou estruturas que você viu quando quando estava lá.
Mantendo essa imagem em sua mente quando se projeta, você verá que no instante em que deixar seu corpo, você não estará mais no quarto, mas estará de pé em frente ao objeto!
5. Faça Seu Próprio Caminho
“Quando não existe um caminho, FAÇA UM!”
Muitos grimórios dão imagens detalhadas de portais astrais e símbolos que podem ser usados para acessar partes específicas do plano astral.
Pesquise o portal e para onde ele o leva, se estiver confortável com isso, então vá!
Normalmente, tudo o que tem à fazer é inscrever o portal no chão abaixo de você, traga-o à vida através de rituais simples de consagração, e projete a sua consciência para fora do corpo quando estiver dentro do portal inscrito!

 Sentindo Medo do Desconhecido?

 

1. Seu corpo físico e seus corpos energéticos estão intrinsecamente conectados. A maioria das pessoas reconhece que essa ligação é através de um cordão de prata, unido ao plexo solar.
Um fato pouco conhecido é que seus chacras, ou centros de energia, também estão ligados ao seu corpo físico e seus correspondentes órgãos físicos.
Enquanto as conexões tanto através do cordão de prata quanto através dos chacras PODEM ser temporariamente removidas, para uma permitir uma maior liberdade em viagens. Isso normalmente não é feito até alguns anos de experiência em viagens espirituais, e fazer isso é um processo muito consciente e intencional.
Assim, com o cordão de prata e os chacras intactos, você automaticamente retorna ao corpo.
Isso seria como um sistema de GPS que instantaneamente transporta seu carro e passageiros de volta para a garagem se você se perder.
2. Além das conexões fisico-energéticas, o fato sólido e permanente é que, no momento, seu corpo é seu lar. É para onde naturalmente deseja retornar.
Eu tive alguns incidentes no meu tempo, quando fiquei fora do meu corpo por mais tempo do que o normal e comecei a temer que não fosse capaz de encontrá-lo novamente.

No entanto, mesmo no mais profundo estado de viagem espiritual, você ainda pode sentir seu corpo. Seu cérebro ainda está em seu corpo recebendo os dados que sua consciência incorpórea está contactando. Você ainda pode sentir estímulos e movimentos, embora eles vão estar no fundo da sua consciência, enquanto você está projetado.
Então, tudo o que você tem à fazer é abrir seus olhos, e estará em seu corpo!
Seria como bater seus calcanhares juntos para voltar para casa, não importa o quão longe tenha viajado!

Tradução: http://www.divagacoes.org/magick/praticas/viagem-espiritual-soul-travel/#more-1195

Texto adaptado do site: http://www.mortesubita.org/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .