terça-feira, 21 de julho de 2015

Os bruxos vão para o inferno?

     Sem dúvida, uma questão que atormenta muito os bruxinhos novatos é "os bruxos vão para o inferno depois que morrerem?".
     Eu li a Bíblia até enlouquecer e atirá-la no córrego e sei bem que ela diz que idolatras e feiticeiros não herdarão o Reino Dos Céus. Acontece que a Igreja resume tudo em preto e branco, bom e mau, Céu e Inferno e tudo o que estiver no meio é ilusão. Já na Wicca, não temos uma visão tão limitada das coisas. Para começar, não acreditamos no diabo. Sabemos que existem forças contrárias a realização do Homem, mas não admitimos a crença num demônio cristão - pelo menos não a maioria Tradicionalista Wiccana -. No Espiritismo (de Allan Kardec ) há o mesmo pensamento:
    A palavra "demônio" não implica na ideia de Espírito mau senão na sua significação moderna, porque a palavra grega "daimôn", da qual se origina, significa Gênio, Inteligência, e se emprega para designar os seres incorpóreos, bons ou maus, sem distinção.
              Por demônios, segundo a significação vulgar da palavra, se entendem seres essencialmente malfazejos. Seriam, como todas as coisas criações de Deus. Ora, Deus que é soberanamente justo e bom, não pode ter criado seres predispostos ao mal por sua natureza, e condenados por toda a eternidade. Se não são obras de Deus, seriam, pois, como ele, de toda a eternidade, ou então haveria várias potências soberanas.
       A primeira condição de toda a doutrina é de ser lógica. Ora, a dos demônios, em seu sentido absoluto peca por essa base essencial.
     Compreende-se que na crença dos povos atrasados, que não conheciam os atributos de Deus, fossem admitidas as entidades malfazejas, como também os demônios, mas, é ilógico e contraditório para aqueles que fazem da bondade de Deus um atributo por excelência, supor que ele possa ter criado seres devotados ao mal e destinados a praticá-lo perpetuamente, pois isso nega sua bondade. Os partidários da doutrina dos demônios se apoiam nas palavras do Cristo. Não seremos nós quem conteste a autoridade dos seus ensinamentos, pois os desejamos ver mais no coração que na boca dos homens. Mas estarão bem certos do sentido que ele dava à palavra demônio? Não se sabe que a forma alegórica era dos caracteres distintos da sua linguagem? Tudo que o evangelho contém deve ser tomado ao pé da letra? Não precisamos de outra prova além desta passagem:
     "Logo após esses dias de aflição, o Sol obscurecerá e a Lua não derramará mais sua luz, as estrelas cairão do céu e as potências celestes serão abaladas. Digo-vos em verdade que esta geração não passará sem que todas estas coisas se tenham cumprido".
      Não temos visto a forma do texto bíblico ser contraditada pela Ciência no que se refere à Criação e ao movimento da Terra? Não pode ocorrer o mesmo com certas figuras empregadas pelo Cristo, que devia falar de acordo com os tempos  e os lugares? O Cristo não poderia dizer, conscientemente, uma coisa falsa. Assim, pois, se em suas palavras há coisas que parecem chocar a razão, é porque não as compreendemos ou as interpretamos mal. 
       Os homens fizeram com os demônios o mesmo que fizeram com os anjos; da mesma forma que acreditaram em seres perfeitos de toda a eternidade, tomaram os espíritos inferiores por seres perpetuamente maus. Pela palavra Demônio devem, pois, se entender os Espíritos Impuros que, frequentemente não valem mais que as entidades designadas por esse nome, mas, com a diferença que seu estado é transitório. São os espíritos imperfeitos que murmuram contra as provas que devem suportar, e que, por isso, suportam-nas por mais tempo; chegarão, porém, por seu turno, a sair desse estado quando o quiserem. Poder-se-ia aceitar então a palavra Demônio com esta restrição. Mas, como é entendida num sentido exclusivo, poderia induzir ao erro fazendo crer na existência de seres especiais, criados para o mal.
      Com relação a Satanás, é evidentemente a personificação do mal sob uma forma alegórica, pois não se poderia admitir um ser mau a lutar, de potência a potência, com a Divindade e cuja única preocupação seria a de contrariar os seus desígnios. Precisando o homem de figuras e imagens para impressionar a sua imaginação, ele pintou os seres incorpóreos sob uma forma material, com atributos lembrando as suas qualidades ou os seus defeitos. É assim que os antigos, querendo personificar o tempo, pintaram-no com a figura de um ancião portando uma foice e uma ampulheta; a figura de um homem jovem seria um contra-senso.
     A mesma coisa se verifica com as alegorias da fortuna, da verdade, etc.
     Modernamente, os anjos ou Espíritos Puros, são representados por uma figura radiosa, com asas brancas, símbolo da pureza; Satanás com dois chifres, garras e os atributos da animalidade, emblemas das paixões inferiores. O vulgo, que toma as coisas pela letra, viu nesses emblemas um indivíduo real, como outrora vira Saturno na alegoria do Tempo.

- O livro dos espíritos, de Allan Kardeck: Anjos e demônios. 131 - "Há demônios, no sentido que se dá a esta palavra? Páginas 86 a

    Tanto Wiccanos quanto Espiritualistas acreditam na ideia de reencarnação. Ou seja, após a morte, o espírito - dependendo de suas boas ou más ações realizadas em vida - passa algum tempo em um lugar bom ou ruim e depois renasce em um novo corpo. Esse ciclo se repete até que a alma adquira conhecimento o bastante e, assim, evolua espiritualmente. Parece um processo simples, mas é mais complexo do que se possa imaginar. Para uma alma ficar a nível angelical, deve aprender a ser humilde e desapegar dos vícios e das paixões humanas, resumindo, tem de ser perfeita - ou quase - . E até à Perfeição há um longo caminho.
      No mundo, somos todos alunos, e como em toda classe, há os nerds, os valentões e o que não querem nada com nada.
     Os "nerds", como sempre, se esforçam ao máximo para aprenderem todo o conteúdo das matérias e passarem nos exames.
     Os "valentões" não aceitam as regras e querem sempre que as coisas sejam do jeito deles.
      Já, os que "não querem nada com nada", só estão ali por obrigação e se sentem como peixes fora d'água.
     Do mesmo modo, há pessoas que tem consciência de que todos nós estamos em processo de evolução espiritual e, por isso, se esforçam para se tornar pessoas melhores a cada dia.
      Há pessoas que não entendem o porquê das coisas serem como são e se revoltam com Deus, acreditando que ele dá muito para uns e pouco para outros. Mas Deus é justo e, no fim das contas, é uma questão de merecimento. "Mas Dani, eu sou uma boa pessoa e fulano de tal é mau..." Ok. Legal, mas e numa vida anterior? Já se perguntou como foram as coisas? O dinheiro, o poder, a beleza e a fama facilmente corrompem o Homem. Numa vida anterior, Zezinho pode ter sido um humilde e bondoso camponês, como recompensa por ter sido tão boa pessoa, em sua próxima vida, ele é um homem rico. Como eu disse, o dinheiro corrompe as pessoas e o humilde e bondoso camponês de outrora se torna um homem frio e egoísta. Veja só! Ele podia te aproveitado essa chance para avançar mais um estágio em sua evolução pessoal e, ao mesmo tempo, ajudar os outros, mas regrediu.
      Tudo o que fazemos de bom ou ruim soma pontos positivos e negativos que, no fim das contas, pode aumentar ou limitar nossas escolhas - ou projetos - numa próxima vida. Por exemplo, se você é um péssimo filho, repense seu comportamento, pois, numa próxima vida, você pode vir a ser órfão para aprender a lição do jeito mais difícil. Claro que, nem todos os órfãos o são porque merecem. Alguns, podem ter escolhido o ser, a fim de atingir algum propósito, independência e força, talvez. O que pretendo ilustrar aqui é que não importa quão ruim seja a sua situação, você não foi esquecido por Deus! Não está pagando pecado algum! É só uma fase. Às vezes, escolhemos fazer as coisas do modo mais difícil, só para terminar mais rápido, mas na hora, não pensamos o quanto podemos sofrer depois por causa de nossas escolhas.
     Dependendo do lugar onde você estava antes de reencarnar, é compreensível que não queira deixá-lo e voltar a esse mundo. Muita gente ainda vê flashes de um lugar maravilhoso e encantador em sua mente. Alguns são tolos o suficiente para achar que tirando a própria vida, voltarão a esse lugar. Não voltam! A menos que tenham resistido bravamente e morrido no tempo certo (após cumprir sua missão). Não tem jeito, senão jogar esse jogo que os deuses inventaram até a última fase.

Para Onde Vão Os Suicidas


     Quando uma pessoa tira a própria vida, acaba indo parar num lugar nada agradável, como punição. O pior de se matar, é quem o faz, só querer para de sentir dor, mas a dor nunca termina. Não é porque se está morto que se deixa de sentir dor, ódio ou amor. Ao contrário, esses sentimentos são ampliados.
       O Vale Dos Suicidas é frio, escuro, triste e solitário, mesmo com as muitas almas que por lá vagam, você se sente só e incompreendido. A dor desfigura, moldando seu espírito numa forma grotesca. Sabe aquelas pessoas que se agarram à vida até o fim e temem a morte, provavelmente, já passaram por lá e de tão traumatizadas, aprenderam a lição à força. ©
    Vejamos o que O Livro Dos Espíritos diz a respeito do suicídio:

As consequências do suicídio são muito diversas: Não há penas fixadas e, em todos os casos, são sempre relativas às causas que o provocaram. Mas uma consequência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento. De resto, a sorte não é a mesma para todos, depende das circunstâncias. Alguns expiam sua falta imediatamente, outras em uma nova existência que será pior que aquela da qual interromperam o curso.

[...]

        A afinidade que persiste entre o espírito e o corpo produz em alguns suicidas uma espécie de repercussão do estado do corpo sobre espírito que sente assim, malgrado ele, os efeitos da decomposição e experimenta uma sensação plena de angústias e de horror, e esse estado pode persistir tanto tempo quanto deveria durar a vida que interromperam.

[...]


     A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário a lei natural. Todas nos dizem em princípio, que não se tem o direito de abreviar voluntariamente a vida

1 comentários:

Daniela Cunha disse...

Belo artigo

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .