sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Energia - Como sentir os elementais


      Infelizmente, nem todo mundo pode ver elementais logo de cara, como nos filmes e muitos, não importa o quanto tentem, ou o quanto façam feitiços, não conseguem sequer sentir a presença de um elemental. Por quê isso acontece? Os elementais não existem? Claro que existem. O que acontece é que nem tudo mundo nasce vidente ou naturalmente bruxo. E nesse caso, pessoas que não são naturalmente bruxos tem de trabalhar duro para despertarem sua vidência e outros dons que possibilitam ver, ouvir e sentir os elementais e o outros seres. Existem muitos rituais para despertar a vidência e outros dons "naturais". Mas um dos mais eficazes, sem dúvida consiste em perceber a energia ao seu redor, dessa forma qualquer um bem treinado será capaz de perceber quando um espírito estiver presente e tocá-lo (o espírito). Mas aviso desde já que é um caminho sem volta e você deve usar essa habilidade com muita responsabilidade, pois se mais tarde, com outro ritual, você atrair um espírito malévolo, poderá se tornar vítima dele e sentir sua influência nefasta sob você. Então, seja cuidadoso e nunca dê uma de rebelde sem causa ou satanista teen, pois o diabo ODEIA todos os humanos, afinal de contas, é por nossa causa que eles se ferraram tanto!

    Sentir a energia pode demorar um pouco e  você vai precisar de paciência. A wicca é uma religião que requer paciência, aliás não apenas a wicca, mas praticamente todas as formas de bruxaria. Se quiser algo bem feito e que realmente funcione, tem de ter paciência e mais uma coisa, que meu pai sempre dizia; "Quem quer algo bem feito, faz. Não manda!".  Existe muita "bruxa" (pra não não dizer macumbeira) que engana os outros e toma tanto dinheiro deles quanto pode. Minha mãe e minhas tias sabem do que estou falando! Não dá pra confiar nos outros, por isso, se você quer ver um elemental ou ser um grande bruxo algum dia, faça isso sozinho. Estudando muito. Devore livros de ocultismo e quando for estudar pela internet, cuidado! Muitos sites passam informações erradas sobre determinados assuntos. Por exemplo, quando se pesquisa algo sobre elfos, muitos sites aparecem, mas a maioria são sites sobre RPG e outros jogos, que não são fiéis à verdadeira mitologia dele. Claro que esses sites contém alguma verdade, mas para se ter certeza, deve-se pesquisar em outros sites, preferencialmente, sites de magia (existem vários como Três Fases Da Lua, Witch Club House e etc).
  Bem, agora chega de conversa. Vamos ao que realmente interessa!

  A energia é o poder pessoal, gerada por nosso próprio corpo, o poder divino que vem dos deuses e o poder que vem da terra. Energia na magia, é uma força invisível, uma presença, um poder. E pode ser usada de muitas formas. Aqui, aprenderemos a senti-la, a percebê-la. E mais adiante iremos explorá-la a fundo.
    Para começar, um exercício bem simples:

Mão com mão

        Encontre um lugar calmo onde possa trabalhar sem ser incomodado. Se a sua família é agitada como a minha, sugiro que espere todo mundo dormir e trabalhe tarde da noite. É melhor e assim nada nem ninguém pode te interferir. Sente-se no chão, na cama ou na cadeira. Eu sempre prefiro meditar no chão para me ligar diretamente a terra. Coloque suas mão juntas por alguns segundos até que sinta o calor entre elas. Então, mantenha suas mãos juntas à sua frente, como se estivesse rezando. Lentamente, separe suas mãos alguns centímetros. Enquanto afasta suas mãos, tente sentir a energia que eleva entre suas palmas e seus dedos ( a energia e não o calor, é quase como ímã que atrai uma mão a outra). Pode visualizar, se quiser uma bola de luz se formando em entre suas mãos. Entretanto, não espere ver realmente uma bola de energia se formar porque isso não é possível, a não ser nos filmes.
    Em seguida, tente mover suas mãos para trás, gentil e lentamente, juntas.  Enquanto faz isso, veja se consegue sentir qualquer resistência entre suas mãos. Para algumas pessoas, isso parece o empurrão de quando você coloca os polos errados do magneto junto e eles se repelem. Não se desencoraje se não sentir nada da primeira vez que tentar isso. Se você praticar esse exercício, você o sentirá eventualmente.

  Uma variação dessa técnica é trabalhar com um parceiro. 
Sente-se encarando seu parceiro, coloquem suas mãos juntas como vocês fizeram quando estavam separados. Então toquem as mãos um do outro como se vocês estivessem empurrando para lados opostos de uma porta ou brincando de adoletá. Tentem puxar suas mãos para longe um do outro lentamente e sentir a energia entre vocês. Então, tente sentir a resistência enquanto empurra as mãos de volta a seu parceiro.

    Alguns wiccanos acreditam que eles tem a uma mão "ativa" e outra "receptiva"; a mão receptiva é a que melhor sente a energia e a ativa é a que melhor a redireciona.  Entretanto, ambas as mãos trabalham bem.

A energia alheia

     Uma vez que você já tenha sentido a energia fluir por suas mãos, tente sentir a energi de um cristal ou uma pedra. Cristais são baterias naturais, então sua energia tende a ser facilmente sentida. Sente confortavelmente, relaxe e pegue uma pedra ou cristal em sua mão. Segure gentilmente e veja o que sente. Você pode não sentir nada em sua mão, mas compreenda que você pode ter a sensação em sua mente. Você pode conseguir uma imagem mental em vez de uma sensação física. Ou você pode apenas sentir o cristal vibrando em sua palma.

   A seguir, pratique para sentir a energia das plantas ou árvores. 
Em um ambiente externo, relaxe. Sente-se ou fique perto de uma planta ou árvore e então coloque suas mãos a alguns centímetros de distância dela. Sim, você se sentirá idiota fazendo isso.Seus vizinhos pensarão que você é estranho se virem em você fazendo isso. E daí? Tudo em prolda experimentação e do crescimento espiritual, certo?
 Feche os seus olhos e tente sentir a diferença na energia enquanto você move as suas mãos lentamente ao longo da planta. Você não deveria tocar a planta para sentir a sua "assinatura energética", mas toque-a se você não conseguir sentir nada sem fazê-lo. Isso pode ser mais fácil para uma planta pequena do que para uma árvore. Árvores são grandes e tem uma maravilhosa e forte assinatura energética, mas não são tão perceptíveis, por falta de um exemplo melhor, como uma simples planta de orégano no seu jardim. Se a árvore é um baixo, a erva é um soprano. Quando você sentir a energia das ervas e plantas, tente trabalhar com objetos de dentro de casa. Eles tem assinaturas energéticas também. Tente sentir a energia de um bloco de madeira ou de um brinquedo de plástico; talvez a vibração não seja tão forte quanto em plantas ou cristais, mas ainda assim deve estar lá. Wiccanos se tornam adeptos de sentir a energia em objetos inanimados geralmente acabam usando as suas mãos em psicometria. A psicometria é a habilidade de tocar algo e conseguir informação sobre o que já passou, a partir das suas vibrações; por exemplo, pegar uma velha fotografia e aprender algo especial sobre a pessoa na foto. Não ache que você não é um bom wiccano só porque não tem plenas habilidades em psicometria. Muitos wiccanos também não podem fazer isso! A coisa mais importante é manter-se praticando e tentar sentir a energia.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Nice, a deusa da vitória

aeradasbruxas.blogspot.com.br
 
       Nice, (em grego Νίκη, Níkē ou Niké – "Vitória") era uma deusa grega que personificava a vitória, representada por uma mulher alada. Os romanos designaram o nome de Victória para Nice. Nice também pode representar asas. Seres alados.
   Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004, em Atenas, a imagem da deusa veio cunhada nas medalhas (ouro, prata e bronze) com referencia à Deusa Minerva, A Deusa da estratégia e das batalhas. Sua imagem é obrigatória em todas as medalhas dos Jogos Olímpicos de Verão. Essa imagem da deusa nas medalhas vem de uma escultura em mármore do século V a.C., feita pelo escultor Peônio. A mais famosa imagem de deusa é a de Samotrácia, exposta no museu do Louvre, em Paris.
   A deusa se encontra na mão direita de Atena, dando assim à deusa certeza de vitória em todas as batalhas travadas. Atena, em sua história, várias vezes já travou grandes batalhas contra deuses que desejavam para si a Níkē, e, graças à deusa alada, Atena sempre as venceu.
 
 A marca de roupas Nike teve seu nome inspirado na deusa Nice; assim, o símbolo da marca é semelhante a uma asa em homenagem à deusa alada da vitória.

Despina, deusa do inverno

aeradasbruxas.blogspot.com.br
     Despina (ou Despoina), na mitologia grega, era uma deusa, filha de Poseidon e Deméter. Tem um irmão gêmeo chamado Árion, um eqüino. Foi abandonada pela mãe ao nascimento, sem receber sequer um nome, pois a deusa estava muito preocupada em achar sua filha perdida Perséfone, que havia sido raptada por Hades. A criança foi adotada por Anitos, titã cujo nome lhe escolheu. Perséfone é a filha amada, e Despina era temida por ser uma deusa das sombras relacionada a fenômenos invernais como as geadas. Era ela quem cuidava da natureza enquanto sua irmã estava no mundo dos mortos, destruindo assim o que a Perséfone e sua mãe tanto amavam, a primavera e as flores. Também odiava seu pai Poseidon, lagos congelados eram sinais de sua presença em represália ao seu pai. Exercia pleno poder sobre o domínio de seus pais, mas preferia destruir do que fortalecer. Era tão temida que era chamada apenas de "senhora".

Hipnos, o deus do sono

aeradasbruxas.blogspot.com.br
  Hipnos ou Hipno é o deus grego do sono. De acordo com a mitologia grega, Hipnos é a personificação do sono, da sonolência; seu equivalente romano é Somnus. Segundo a Teogonia de Hesíodo, ele é filho sem pai de Nix (deusa da noite) , a escuridão acima de Gaia; outras fontes dizem que o pai é o Érebo (As Trevas Primordiais, que personifica a escuridão profunda e primitiva que se formou no momento da criação). Tem muitos irmãos, entre os quais o mais importante é seu irmão gêmeo Tânato, ("morte") a personificação da morte. Tanto que em Esparta, é comum sua imagem ser colocada sempre ao lado da morte, representada por seu irmão. Seus outros irmãos nasceram apenas da vontade de Nix ou da ajuda de Érebo.


Seus irmãos são:

Tânato, a morte;
Éter, a luz
Éris, a discórdia;
Hemera, o dia;
Hespérides, a tarde;
Apáte, o engano;
Filótes, a amizade;
Geras, a velhice;
Lissa, a loucura;
Momo, o escárnio;
Oizus, a miséria;
Lete, o esquecimento;
Até, o erro;
Nêmesis, a vingança;
Kera, o destino do homem em seus momentos finais;
Moro, o quinhão que cada homem receberá em vida;

         Hipnos é o responsável pelo descanso restaurador de todas as criaturas terrestres, enquanto ele pairava sobre a superfície. A Ilíada, de Homero, afirma que Hipnos mora em Lemnos, junto de sua esposa Grácia Pasitea, oferta da deusa Hera por seus serviços prestados. Normalmente, ao repousar, ele adotava a forma de uma ave.
    Ele e sua esposa tiveram os oneiros, seus filhos, responsáveis por distribuir os sonhos:


    Ícelo - criador dos pesadelos;
    Morfeu - criador dos sonhos;
    Fântaso - criador dos objetos inanimados que aparecem nos sonhos;
    Fantasia - única filha, criadora dos monstros, quimeras e devaneios.


      Costuma ser visto trajando peças douradas, em oposição a seu irmão gêmeo que normalmente usava tons prateados. Também pode ser retratado como um jovem nu dotado de asas, tocando flauta. Às vezes é mostrado como adormecido em um leito de penas com cortinas negras à volta. Seus atributos incluem um chifre contendo ópio, um talo de papoula, um ramo gotejando água do rio Lete ("Esquecimento") e uma tocha invertida.


           Hipnos vivia num palácio construído dentro de uma grande caverna no oeste distante, onde o sol nunca alcançava, porque ninguém tinha um galo que acordasse o mundo, nem gansos ou cães, de modo que Hipnos viveu sempre em tranquilidade, em paz e silêncio. Do outro lado de todo este lugar peculiar passava Lete, o rio do esquecimento, e nas margens, cresciam plantas que junto ao murmúrio das águas límpidas do rio ajudavam os homens a dormir. No meio do palácio existia uma bela cama, cercada por cortinas pretas onde Hipnos descansava, sendo que Morfeu tomava cuidado de que ninguém o acordasse.
      Pausânias, em sua obra Descrição da Grécia, menciona diversas vezes a presença de estátuas de Hipnos ao lado de seu irmão Tânato.


       As aparições deste deus menor são poucas nos mitos. De acordo com um deles, o deus se apaixonou pelo mortal As aparições deste deus menor são poucas nos mitos. De acordo com um deles, o deus se apaixonou pelo mortal Endímion e por isso lhe concedeu o dormir de olhos abertos, para que pudesse olhar nos olhos do amante mesmo enquanto este estava adormecido. Conforme outras fontes fora a deusa da lua Selene que se apaixonou pelo mortal e pediu aos outros deuses que o tornassem imortal, Zeus concordou, mas em compensação o fez dormir eternamente. e por isso lhe concedeu o dormir de olhos abertos, para que pudesse olhar nos olhos do amante mesmo enquanto este estava adormecido. Conforme outras fontes fora a deusa da lua Selene que se apaixonou pelo mortal e pediu aos outros deuses que o tornassem imortal, Zeus concordou, mas em compensação o fez dormir eternamente.
      Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
       
      Wordpress Theme by wpthemescreator .
      Converted To Blogger Template by Anshul .