domingo, 22 de junho de 2014

Como criar seus próprios feitiços

  Hellou bruxinhos? Hoje, estou aqui com o intuito de ensinar-lhes a criarem seus próprios feitiços. Mas por que criar seus próprios feitiços? Por que é o que um bruxo de verdade faz. Além do mais, os feitiços criados por você mesmo serão mais poderosos que qualquer coisa que qualquer um poderia escrever para você, pois são compostos de partes significativas a você pessoalmente. E, escrever seus próprios encantamentos é uma indicação poderosa de que você não apenas está fazendo a mágica diária, mas igualmente está trabalhando sua vontade nesse nível mágico mais elevado, assim se você está pronto para iniciar essa parte de seu crescimento espiritual com suas próprias mãos, aqui estão 12 etapas para construir um grande encantamento.

Etapa 1: Ajustar seu objetivo

  Qual é o objetivo de seu encantamento? Escreva-o. Seja específico. Comece com seu desejo, mas nem sempre a maneira como você formulou inicialmente pode ser a mais específica ao seu desejo. Se você pede algo na presença do Criador ou dos deuses e não é específico, as possibilidades são as de que os poderes maiores estejam considerando que você alcance seu objetivo mágico da maneira mais difícil. Eles não maliciosos; é apenas a maneira como a vida funciona.
  Se você está fazendo mágica para trazer o amor para a sua vida, qual o tipo de amor que você procura? Romance? Amizade? Amor fraternal? Que tipo de pessoa você gostaria de atrair? Não pense em nomear uma pessoa específica, porque você não quer manipular alguém para um relacionamento com você, mas pense nos traços que você gostaria que ele ou ela tivesse. Lembre-se de que mesmo você sendo um wiccano superpoderoso, não o levará a lugar algum desejar um objetivo vago como "A paz mundial". Embora seja bastante nobre desejar tal coisa, é um tópico grande e abrangente demais, com muitas variáveis, para que um wiccano solitário consiga. Eu não estou dizendo para você descer o nível e ignorar aquilo de que não é capaz (que não estaria trabalhando sua vontade, após tudo), mas quando você começar é melhor escolher objetivos menores, mais concretos.

Etapa 2: Examinar sua vontade

  A mágica que você está contemplando está alinhada com sua finalidade mais elevada? Se você não sabe, não faça a mágica até que tenha meditado sobre essa pergunta ou perguntado à divindade ou ao seu senso de auto-orientação. Você pode igualmente querer usar um método divinatório, como Tarô ou Astrologia, para ajudá-lo a determinar se esse encantamento é o certo para você.

Etapa 3: Considerar sua ética e as possíveis consequências

  Pense sobre os resultados possíveis de suas ações e seu impacto antes de prosseguir. O que você está contemplando ferirá alguém? Lembre-se da Lei Tríplice do Retorno e tente atuar sempre em benefício mais elevado. Mais é igualmente importante não realizar um feitiço baixo. Um encantamento desses não o ajudará e ainda pode impedir sua vontade verdadeira de se alinhar com você e ajudá-lo de verdade. Essa é uma outra área onde um método divinatório pode ajudá-lo a tomar uma decisão.

Etapa 4: Trabalhar para o seu objetivo no plano mundano

  A mágica é muito mais eficaz se, além de fazer um encantamento, você igualmente tentar conseguir seu objetivo pela maneira "diária". Afinal, você não pode ganhar na loteria se você não comprar um bilhete e é duro começar um trabalho novo se você não manda nenhum currículo, o que acaba sendo um enorme retrocesso para o seu encantamento se você não o fizer.

Etapa 5: Escolher o melhor momento de executar a mágica

  Quando é a melhor hora para fazer acontecer? Há muitos fatores a considerar ao escolher o momento adequado. Como as fases da lua. Wiccanos fazem a mágica para realçar ou conseguir coisas tais como saúde, dinheiro e amor por meio da magia quando a lua está crescente ou cheia.
   Fazem mágica para banir ou diminuir coisas, como reduzi as dívidas, perder peso ou quebrar um mau hábito na Lua Minguante ou Nova.
  A mágica para trazer coisas à fruição é feita frequentemente na Lua Cheia.
E como você sabe se a lua está crescente ou minguante? A maneira mais mais fácil é olhar para o céu. A lua está crescente quando o lado está claro e curvado à direita, como um D; e minguante quando o lado claro está curvado à esquerda, como C. Se está nublado demais para dizer, procure um calendário lunar ou na Internet.
   Você pode igualmente planejar o trabalho do encantamento baseado no dia da semana. Cada dia é associado a um planeta e os planetas têm por sua vez, suas próprias correspondências. Domingo é associado ao Sol, e é bom para a mágica que tem haver com energia e a força da vida, o dinheiro e a prosperidade geralmente. Segunda-feira é associado à Lua, e é um bom momento para fazer a mágica para a concepção e a qualquer coisa que tem haver com mães, trabalho emocional, vidência e consolidação. Terça-feira é associada a Marte, o planeta do guerreiro, e é um bom dia para qualquer tipo de mágica, protetora ou agressiva, e especialmente para que a mágica se fortaleça e lhe dê forças. A Quarta-feira é associada ao planeta Mercúrio, o mensageiro romano dos deuses, dessa forma, a magia relacionada à comunicação e as viagens funciona bem nesse dia. Quinta-feira é associada ao planeta Júpiter, rei romano dos deuses, e a mágica para coisas como o dinheiro, a sorte e a fortuna é realçada neste dia. Sexta-feira está associada ao planeta Vênus, planeta do amor, assim ajuda na magia para conseguir um amor, ser mais amoroso ou para ajudar em relacionamentos, desde que todas as partes envolvidas consintam em seu funcionamento. Sábado está associado a Saturno, o planeta do trabalho, dos limites e das limitações, assim é melhor para realizar mágicas de proteção, para eliminar as dívidas ou uma magia para encontrar um bom emprego.

Etapa 6: Envolver outras pessoas (ou não)

  Quem está envolvido em seu ritual? Se você está planejando fazê-lo sozinho, essa é uma pergunta fácil de responder. Entretanto, você pode desejar incluir outra pessoa. Quem provavelmente compartilharia de seu objetivo e poderia estar disposto a ajudá-lo? Se está desejando fazer mágica que envolve uma outra pessoa que não esteja presente - como fazer um trabalho de cura para a sua avó, por exemplo - , você deve contatar a pessoa, se possível, e pedir sua permissão antes de prosseguir. Às vezes, é impossível conseguir a permissão, quando sua avó está em um respirador ou inconsciente. Nesses casos, medite sobre se o seu encantamento é apropriado e use seu conhecimento sobre a pessoa em questão para ajudá-lo a decidir.

Etapa 7: Envolver seres do além (ou não)

  Fazer mágica é diferente de rezar, porque você é a força preliminar por trás de fazer o trabalho. Entretanto, você pode desejar pedir a ajuda do Deus e da Deusa, de seus "familiares", deidades, animais, "antepassados" ou seres elementais. Antes que comece, faça alguma pesquisa para determinar a quem seria mais apropriado pedir. Contanto que sua magia seja positiva, o Deus e a Deusa são boas escolhas para aparentemente qualquer coisa, mas o Deus é particularmente útil no trabalho que tenha relação com proteção, fertilidade, natureza, morte, energia pura e animais, e a Deusa é particularmente útil na mágica sobre nascimento, fertilidade, plantas, terra e coisas de manifestação mágica em sua vida. Suas deidades pessoais terão as características associadas a elas que poderiam que poderiam o ajudar demasiado. Por exemplo, a deusa celta Cerridwen é ligada à sabedoria, e o deus grego Hermes ao Caminho.
   Há dois tipos de Familiares animais de wiccanos: o desencarnado (espírito na forma animal) e o encarnado (animais de estimação vivos ou outros animais). Os familiares animais ou os espíritos dos desencarnados agem como guias e ajudantes. Wiccanos trabalham muito com espíritos animais, mas alguns não o fazem. Os familiares de wiccanos não são demônios: são espíritos positivos de energia ou que tomam as formas de animais na mente do wiccano. Alguns wiccanos escolhem o familiar que gostariam de trabalhar com base, em suas qualidades. Por exemplo, você pode escolher um corvo por sua inteligência ou um lobo por sua inteligência. Às vezes, um familiar escolhe o wiccano.

Etapa 8: Escolher o local

  Há muitos lugares onde você pode fazer seu encantamento. Leve em consideração se quer realizá-lo num ambiente interno ou externo e, em seguida, se poderá trabalhar sem interrupções. A natureza de seu encantamento será um fator de determinação. Se você está trabalhando com os elementais do Fogo ou da natureza, desejará fazê-lo em um ambiente externo, preferencialmente, próximo à natureza. Mas, se estiver fazendo algo que exija muita concentração ou meditação, pode ser melhor estar em um ambiente interno. Você pode usar o círculo de poder ou não. Isso não é de modo algum uma exigência para a mágica, mas acaba sendo uma boa ideia se você está chamando os deuses.

Etapa 9: Escolher suas correspondências

  A mágica trabalha bem quando seu encantamento inclui os artigos alinhados a seu objetivo. Esses artigos ajudam a focalizar sua intenção e a adicionar a energia ao funcionamento. Quando você está pensando sobre que artigos incluir em seu encantamento, considere a cor das coisas, som, perfume, gosto ou textura que de algum modo servem aos seus objetivos. Considere o alimento, as velas, os óleos, o incenso, ferramentas mágicas, roupas, ervas, rochas e cristais que são associados diretamente ao seu encantamento.

Etapa 10: Escrever ou adquirir o encantamento

  Você quer escrever seu próprio encantamento, ou já encontrou em um livro e quer apenas modificá-lo para servi-lo melhor?
   Se a opção for a de escrever seu próprio encantamento, pense primeiro em seu objetivo. Encontre uma maneira de indicar claramente seu objetivo nas palavras, com rima ou sem. Construir então o ritual em torno dessa indicação faz o centro da intenção. Incorpore as correspondências que escolheu diretamente nas palavras ou no ritual maior. As etapas do ritual do encantamento podem ser muito similares às que você tem usado em outros rituais. Por exemplo:
  1. Limpar e preparar o espaço. Arrumar o altar e levantar um círculo;
  2. Invocar os elementais, se desejado;
  3. Chamar o Deus e a Deusa, se desejado;
  4. Declarar sua intenção, falar as palavras de seu encantamento e focar-se em seu objetivo;
  5. Elevar a energia para dirigi-la ao seu objetivo usando qualquer um dos muitos métodos, incluindo o trabalho da respiração, da dança e outros movimentos - canto, tai chi ou visualização. 
  6. Focalizar e dirigir energia. Visualizar seu objetivo e dirigir-lhe mentalmente a energia;
  7. Dizer "adeus" ao Deus e a Deusa, liberar os quartos (os elementais), desfazer o círculo;
    Lembre-se, você não tem que construir um círculo, chamar os quartos ou os deuses. Essas etapas foram incluídas caso você queira fazê-las. Pode ser melhor usá-las durante suas primeiras tentativas.

Etapa 11: Prepare-se

  Às vezes wiccanos farão um trabalho preparatório que os ajude a começar a se alinhar com sua finalidade antes que comecem o encantamento real. Isso pode incluir um banho ritual com as ervas ou óleos associados com seu objetivo (por exemplo, manjericão para um encantamento de dinheiro),

Etapa 12: Trabalhar sua mágica e saber que ela será bem sucedida

  Agora é com você! Faça tudo direitinho e aguarde os resultados. Sempre pense positivo.

Fonte: Livro, Wicca para iniciantes de Thea Sabin.



1 comentários:

Casimiro Pacheco disse...

As questões mencionadas ,são pouco específicas . Isto eu já conheço .queria saber mais acima disto . Contudo obrigado .

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .