segunda-feira, 19 de março de 2012

Nossa amiga, a Lua

Lua nova


Essa fase da lua é ideal para todos os projetos que estão começando. É o momento dos preparativos, da meditação, da escolha de novos caminhos. Todos os feitiços que realizamos estão ligados a uma nova fase na vida: um novo amor, um novo emprego, uma casa nova.
  Você anda sem ninguém, sozinho (a) e triste, sentindo-se totalmente abandonado (a) pela sorte e pelo sexo oposto? Não se preocupe, esse mal tem cura, é só preparar um...

Banho de pétalas de rosas brancas

Ingredientes necessários:

quantas pétalas quiser, desde que sejam em número ímpara
água

Modo de fazer:

Coloque a água no fogo. Assim que ferver, desligue o fogo e coloque dentro da água as pétalas de rosas. Abafe por alguns instantes. Assim que a água estiver morna, tome um banho de higiene normal e, em seguida, jogue-a sobre o seu corpo, do pescoço para baixo, mentalizando (visualizando) a lua e fazendo o pedido para encontrar o seu par. Procure deixar o corpo secar naturalmente, sem enxugá-lo com uma toalha. Repita esse banho nos três primeiros dias de lua nova, durante três luas, totalizando nove banhos. Muito antes de completar os banhos, você estará todo (a) feliz com seu novo amor. Acredite!


Lua crescente


Essa fase representa o encaminhamento do projeto iniciado na lua nova. É a descoberta da própria capacidade e da origem; é a busca do amor e dos sonhos.
 Os feitiços a serem realizados estão sempre ligados ao redirecionamento dos nossos antigos projetos. Assim, podemos, por exemplo, investir na conquista de um amor perdido, tentar reconciliar uma velha amizade, recuperar um dinheiro, tratar de uma doença que nos incomoda a tempos.
 Para fazer seu relacionamento atual ficar mais forte, faça este...

Banho de força

Ingredientes:

* água
* um lírio branco ( ou copo-de-leite )

Modo de fazer:

Coloque a água no fogo e desligue-o assim que ela ferver. Em seguida, com o maior respeito, coloque a flor dentro do recipiente com água, pedindo o que quer. Tampe. Quando a água ficar morna, jogue-a sobre o seu corpo, do pescoço pra baixo, repetindo o pedido. Se possível, deixe seu corpo secar naturalmente.




Lua cheia


Essa fase da lua representa o motivo decisivo, de julgamento e realização. O caminho que projetamos na lua nova e iniciamos na crescente está no auge e deve ser percorrido ou abandonado. Avalie a eficácia de suas escolhas.
 Para encontrar o par ideal para você, tome este banho:


Banho de cravos-da-india

Ingredientes:

* água
* 7 cravos-da-india

Modo de fazer:

Coloque a água no fogo e desligue-o assim que ela ferver.
Coloque os cravos dentro da panela e abafe. Quando a água estiver morna, coe e jogue-a sobre o seu corpo, do pescoço pra baixo, pedindo ao Universo que o ajude a encontrar seu par.
Nessa noite, preste atenção especial aos seus sonhos, a resposta virá. Pode repetir no mês seguinte se quiser.

Lua Minguante


Representa o estágio final de um ciclo de vida, o resultado de nossos esforços, o fruto- bom ou ruim- que colhemos, de acordo com o que plantamos.
  Jamais devemos começar projetos ou fazer magias relacionadas a começos nessa fase, pois eles minguarão junto com a lua. Ao contrário, devemos olhar para trás, e avaliar o que fizemos, descobrir nossos erros e tentar consertá-los se possível, ou ainda aprender com eles, aproveitando a nova oportunidade que a vida nos dará no próximo ciclo.
Se o seu relacionamento está desgastado, superenrolado, mas você não consegue sair dele, experimente essa magia:

Banho terminal

Ingredientes:

* água
* três gotas de amoníaco

Modo de fazer:

Ponha a água numa  vasilha e leve-a ao fogo, desligando-o assim que ela levantar fervura. Jogue dentro as três gotas de amoníaco, pedindo ao universo que dê um fim natural a esse relacionamento, sem brigas ou traumas. Quando a água estiver morna, jogue-a sobre o corpo, do pescoço pra baixo, repetindo o pedido.




Ritual mensal para a lua cheia:


 Janeiro


Comemore a primeira lua cheia do ano acendo uma vela branca no primeiro degrau de uma escada de sua casa - pode ser uma escada simbolica, por exemplo, feita com uma pilha de livros. Isso significa que você está disposto a receber todas as luas do ano com amor e fé. Ela agradecerá, e um importante elo de magia se formará entre vocês.


Fevereiro


Essa lua pode presenteá-lo com um amuleto mágico, que aumentará o seu magnetismo pessoal. Colha sete folhas de árvores diferentes e deixe-as à noite, descansarem sob a luz da lua. Na manhã seguinte, coloque as folhas em um saquinho e leve-o sempre com você.

Março


Essa lua marca uma época de meditação e reflexão e representa a nossa jornada espiritual rumo à escuridão, para ali descobrirmos a luz. Vivencie essa magia e descubra a luz, carregando sementes de romã no bolso durante toda a semana.

Abril


No primeiro dia de lua cheia (preferêncialmente), devemos fazer uma magia para homenagear os elfos, colocando na janela doces e balas dentro de um círculo colorido (ou forme um com as guloseimas). Vá dormir e esteja certo de que eles agradecerão, trazendo muita alegria para sua vida.
Para saber um pouco mais a respeito dos elfos, visite o meu outro blog: gnomoslevadosduendestravessos.blogspot.com

Maio


A lua cheia de maio é conhecida como a "lua dos amantes" e deve ser dedicada à busca do amor verdadeiro. Se você ainda não o encontrou, esta é uma excelente oportunidade para pedir que a lua te auxilie nessa busca e traga-o para você; se já tem uma pessoa ao seu lado, peça à lua que traga mais amor e compreensão para a relação de vocês.

Junho


Essa é a lua da alegria, da dança e da música - por isso, deve ser muito festejada! Vista-se de branco, coloque uma música e dance a "Dança da lua cheia", inventando seus próprios passos, do jeito que sua intuição mandar. Emocionada, ela vai agradecer - e você sentira todo o vigor que esse ritual lhe dará!


Julho


É a lua cheia das crianças, a lua de contar histórias e brincar de ser criança outra vez. Diz a lenda que quem conta uma história bem contada para alguém constrói seu destino. Capriche, porque nesse dia a Deusa Lua tem o poder de transformar em realidade as histórias contadas. A criatividade é o seu instrumento, e o resultado, seu destino.


Agosto


Na lua da fertilidade, peça um caminho fértil e próspero, fazendo o plantio simbólico do potencial que você tem: enterre 11 grãos de diferentes tipos num jardim ou um vaso, e a lua se encarregará de transformar seu potencial em realizações.


Setembro


Essa lua é especial para uma magia amorosa: coloque em um pires sete pétalas de rosa e deixe-o sob o luar, enquanto faz um pedido de amor. No dia seguinte, conte quantas pétalas foram levadas pelo vento: quanto maior o número de pétalas desaparecidas, mais depressa você terá realizado o seu sonho.


Outubro


Essa é a "lua das bruxas"! Aproveite para fazer essa magia muito antiga.
Acenda uma vela branca e peça paz, uma vela rosa e peça amor e uma amarela para a prosperidade. Ao lado de cada vela, deixe um botão de rosa da mesma cor. No dia seguinte, ofereça o botão branco para quem você quer oferecer paz, o botão rosa para quem você acha que precisa de amor e o amarelo para quem você desejar prosperidade.
  É dando que se recebe; portanto, a grande sabedoria está em saber dividir.

Novembro


A lua cheia de novembro é conhecida como a "lua do portal", pois é por ela que os seres mágicos, que invadiram nosso mundo no Halloween, voltam para seus mundos encantados. Devemos, então, nos despedir deles, agradecendo por todas as alegrias que deixaram. Se nessa noite, puder observar a lua, verá uma multidão de pequenos seres por ela entrar.


Dezembro


A última lua cheia do ano nos pede uma magia de fé: Nessa noite, faça uma lista com todos os desejos que conseguiu realizar durante o ano. Conte-os e enterre um grão de qualquer tipo para cada desejo realizado, agradecendo à deusa da magia. Não se esqueça de pedir também a renovação de sua fé, para que no próximo ano você possa plantar muitos " grãos de desejo".

sábado, 17 de março de 2012

A magia dos banhos

Assim como você faz quando prepara um chá, as ervas usadas nos banhos também devem ser fervidas. Proceda da mesma maneira: Ferva a água, desligue o fogo, coloque as ervas com todo carinho em um recipiente, despeje a água, tampe por alguns minutos, coe, espere esfriar um pouco e faça o banho, jogando a água sobre seu corpo, do pescoço pra baixo. Procure secar-se naturalmente, evitando usar uma toalha, para que a energia das ervas fique em seu corpo mais tempo.
   Algumas bruxas acham que não existe um motivo concreto para não se molhar a cabeça também; como as leis da bruxaria, nesse sentido, são muito flexíveis, escolha o jeito que achar melhor.
  Os banhos devem ser sempre tomados depois de seu banho normal de higiene.

Ervas especiais:


Açúcar

Jogue um pouquinho de açúcar mascavo na água e tome um banho para renovar a energia da sua aura, fazendo com que as outras pessoas que também tenham uma energia positiva sintonizem com você.


Alecrim

É excelente para nos livrar da sensação de fadiga, cansaço e desânimo; é ótimo para quem estuda.


Bicarbonato de sódio

Auxilia o sono, diminuindo a irritabilidade e o descontrole. Misturado ao sal marinho, em partes iguais, é um excelente banho para ser tomado à noite, antes de dormir. Fica melhor ainda se você conseguir intercalar este banho com outro de camomila (um dia para cada um).

Café

Para acabar com os pesadelos e com aquela horrivel sensação de que estamos sendo observados, coloque duas xícaras ( chá ) de café bem forte em cinco litros de água e banhe-se da cabeça aos pés.

Canela

A canela tem fama de ser a  especiaria da prosperidade e do dinheiro, mas nunca falta também em uma boa poção de amor. Quando usada com outras ervas, atrai a positividade em todos os sentidos. Experimente combiná-la com noz-moscada ralada, erva-doce, louro ou cravo-da-índia.

Casca de laranja fresca

Excelente para as pessoas mais tímidas, pois ajuda a aflorar os sentimentos. Usa-se no banho a casca de uma laranja média para cada três litros de água fervida.

Cravo-da-índia

Proteja-se contra a inveja tomando um banho de cravo-da-índia, de preferência moído. Basta uma colher de sopa para cada litro de água. Não se esqueça de coar.

Eucalipto

Macere algumas folhas frescas numa vasilha com água em temperatura ambiente e tome o banho da cabeça aos pés, sentindo a alegria surgir dentro de você, ao mesmo tempo em que a sua força de vontade se renova. Não há apatia que resista!

Flores de Murta

Também conhecidas como " Damas da noite", pois só à noite elas se abrem e exalam seu delicioso perfume forte e adocicado, as flores de murta são excelentes para atrair energia positiva. Devem ser colocadas de molho em água em água fria e aí permanecer por uma noite, de preferência de lua-cheia. Deixe-as tomar o sol da manhã também e, antes do meio-dia, você poderá usá-las para o seu banho.

Noz-moscada

Prepare um banho a cada lua crescente, combinando-a com salsa desidratada e erva-doce para recarregar as energias. Não se esqueça de que a noz-moscada deve ser ralada.

Sal marinho

Este sal sem iodo é um excelente aliado no combate à energia ruim do mau-olhado, que costuma deixar a pessoa desanimada e sem energia. Bastam três punhados de sal em cinco litros de água para um banho antes de dormir. Na manhã seguinte, tome um banho de eucalipto ou alecrim, para reenergizar o corpo e aumentar a força.

Vinagre

Excelente contra o mau-olhado,é também usado como tônico para pele.



Receitas de banhos mágicos:



Banho de sol


Para manter o seu namorado sempre apaixonado.
Ingredientes:

*Uma garrafa transparente
*água filtrada ou fervida
* papel cor-de-rosa

Modo de fazer:

Num dia de lua-cheia, encha a garrafa com água e embrulhe-a com o papel cor-de-rosa ( qualquer tipo de papel, só a cor que é importante). Deixe-a um dia inteiro ao sol, e à noite, jogue a água sobre o corpo. Essa magia deve ser feita uma única vez.




Banho de alho


Contra a energia gerada por situações difíceis e constrangedoras, nada melhor do que este banho.


Ingredientes necessários:

* 2 litros de água
* 2 colheres de sopa de tomilho
* 7 dentes de alhos frescos e inteiros
* 2 duas colheres ( sopa) de sálvia seca
* 1 colher ( sopa) de sal marinho

Modo de fazer:

Ponha a água no fogo e desligue-o assim que ela levantar fervura. Coloque os ingredientes na água, tampe por alguns minutos, espere esfriar, coe e tome seu banho.




Banho de cheiro para atrair um amor


Ingredientes necessários:

* 3 litros de água
* 7 pétalas de rosa branca
* 3 galhinhos de manjericão
* 3 galhinhos de alecrim
* 3 gotas de seu perfume predileto

Modo de fazer:

Prepare um banho com todos os ingredientes juntos, de preferência na lua-cheia.



Banho de flores e frutas


Nada melhor do que este delicioso banho para estimular a sua aura para o amor.


Ingredientes necessários:

* Pétalas de 3 rosas vermelhas
* Algumas gotas de sândalo ( essência ou perfume) 
* Um ojeto de ouro ( por exemplo, um anél ou aliança )
* Cascas frescas de uma maçã

Modo de fazer:

Numa noite de lua-cheia, coloque os ingredientes numa vasilha com água fria (filtrada ou fervida) e deixe descansar a noite inteira. Na manhã seguinte, esfregue delicadamente as pétalas de rosa e as cascas da maçã nas paredes da vasilha, retire o objeto de ouro e faça o banho.




Banho da prosperidade


Ingredientes necessários:

* canela
* noz-moscada ralada
* erva-doce
* louro
* alguns cravos-da-índia
* uma colher de açúcar mascavo

Modo de fazer:

No terceiro dia de lua-cheia, prepare um banho com esses ingredientes, e logo você vai sentir os resultados.

A magia dos chás

A chamada medicina alternativa não é muito diferente da antiga medicina popular, tão praticada pelas nossas bisavós, pelos índios e pela gente do campo, no tratamento de nossas dores com plantas, raízes, sementes, frutos e flores. Esses elementos são como beijos solares cristalizados na terra, e com eles fazemos, principalmente, banhos energéticos, compressas e chás. Felizmente, no momento em que as pessoas se redescobrem como parte integrante da natureza, esse velho costume readquire importância e volta a ocupar o seu merecido lugar de honra em nossas vidas. As ervas, tanto frescas quanto secas, nunca devem ser fervidas. Isso não é apenas um desrespeito à natureza, que se doa para o nosso bem-estar, como também é um erro, porque, quando fervidas, as plantas perdem muito das suas propriedades curativas. O ideal, portanto, é fazer uma infusão: ferva a água, desligue o fogo, coloque dentro as ervas com todo o carinho, tampe por alguns minutos, coe, espere esfriar um pouco e beba ou use a infusão para um banho.
    Os chás devem ser tomados imediatamente após terem sido preparados. E nunca jogue os resíduos no lixo. Devolva à natureza, com todo o todo o respeito, a vida que dela recebeu: enterre os resíduos ou coloque-os em um jardim, ao pé de uma árvore, nas águas de um rio ou num vaso. Esse material não é poluente e logo será reintegrado à natureza.

Alecrim

 Excelente tônico para o músculo cardíaco, eqüilibra a pressão arterial, além de ser indicado para infecções renais, dores reumáticas nas articulações, digestão, dores de cabeça e até depressão.

Aquiléa

Calmante e digestivo, auxilia no tratamento de cálculos renais. Em forma de compressa, alivia as dores das contusões e acelera a cicatrização de feridas e machucados.

Arruda

Trata todos os tipos de dores nas articulações, problemas circulatórios, falta de apetite e má digestão. Como é uma erva muito forte, deve ser usada com cuidado, e não é recomendada para mulheres grávidas.

Artemisía

Também conhecida " Erva de São João ", seu chá é velho conhecido de nossas avós no tratamento de cólicas menstruais, infecções uterinas e ovarianas. Substitui qualquer analgésico para aliviar a dor de cabeça e a enxaqueca. Assim como a arruda, não deve ser usada por mulheres grávidas.

Azedinha

Excelente para a cicatrização de ferimentos leves, é também usada para o rejuvenescimento da pele do rosto.

Babosa

De sabor forte e amargo, nossa " Aloe Vera ", há muitos anos, vem usada para tratar queimaduras e queda de cabelo. Atualmente, vem sendo pesquisada pela medicina tradicional para auxiliar o tratamento da anemia, reumatismo, artrose, arteriosclerose, doenças oculares, câncer e aids.

Calêndula

Ficou famosa no tratamento de cólicas estomacais, resfriados e tuberculose. Nos tratamentos de pele, é usada há muitos anos, pela cosmética natural, para a fabricação de cremes, pomadas e xampus. Ajuda na cicatrização de ferimentos leves e rachaduras de pele. Usada como compressa morna, clareia a pele mannchada de sol.

Camomila

É um dos mais conhecidos calmantes da natureza. Quando misturada com a hortelã, resulta num chá excelente para curar  gripes e resfriados.

Cavalinha

Rica em cálcio, ferro, sódio e magnésio, é eficaz no tratamento das dores de cabeças e no fortalecimento dos cabelos e das unhas.

Dente-de-leão

Seu chá é excelente auxiliar quando você está fazendo regime para emagrecer. Combate a celulite e, quando misturada à cavalinha, clareia as sardas.

Endro

Calmante suave, proporciona um sono tranqüilo.

Erva- cidreira

É utilizada como calmante, para regular a menstruação e acabar com a dor de cabeça. Na cosmética natural, é usada na forma de banho de pavor para cicatrizar a acne.

Hortelã- pimenta

Seu chá é digestivo e ajuda o fígado a se refazer. Um emplastro com folhas de hortelã alivia a dor da picada de insentos.

Louro

Ajuda a digestão, aliviando a sensação de estômago pesado. Usa-se o chá de louro adoçado com mel contra a gripe e o resfriado.

Manjericão

Seu chá é usado no combate à dor de cabeça provocada por nervosismo, azia, gastrite e enxaqueca. Fazer bochecho com ele, é ótimo para aliviar as aftas. Auxilia na desinibição, principalmente quando associado ao orégano.

Sálvia

Seu chá é usado para restaurar a cor natural dos cabelos escuros.

Tomilho

Seu chá é excelente regulador das funções intestinais.

Sereias


  As sereias são as mulheres- pássaros segundo as fontes gregas, e as mulheres- peixes segundo as fontes nórdicas, que simbolizam principalmente os perigos do oceano e a morte no mar. Narrações posteriores tornaram-nas mulheres jovens vivendo no mar, sem a conformação de peixe (é o caso da siren inglesa, diferente da mermaid, que tem cauda de peixe), como as mulheres do mar das lendas bretãs, que são uma espécie de fadas marinhas. Para a mitologia grega, elas viviam em uma ilha do Ponnant, perto da ilha da feitiçeira circe; mas o cadáver de uma delas, Partênope, foi encontrado na Campânia e deu nome à cidade que hoje se chama Nápoles (antiga Partênope).
   Na antiguidade, as sereias eram também invocadas no momento da morte, por isso, muitas estátuas que as representavam eram encontradas nos sepulcros . Deve se acrescentar que se acreditava realmente na existência das sereias (como os católicos acreditam em anjos), sendo conhecidas várias histórias de sereias vivas. A obra literária mais antiga que existe sobre elas se encontra na " Odisséia" de Homero, escrita no ano de 850 A.C, na qual o herói Ulisses, alertado pela feitiçeira Circe, não cai prisioneiro de seus encantos, ao passar próximo a ilha onde habitavam, tapando os ouvidos dos marinheiros e fazendo-se atar no mastro do navio. Desde então, as sereias passaram a ser um símbolo mitológico das artes da sedução e da atração feminina. Segundo essas crenças, as sereias não só seduzem os homens para dar-lhes a morte, mas a sua aparição também era anúncio de tempestades de desatres.
  O históriador romano Luciano ( século II D. C.) já se referia a uma extraordinária figura pisciforme como deidade oceânicas. Segundo algumas crônicas, no ano de 558, uns pescadores de Belfast Lough- Irlanda do norte, ouviram o canto de uma sereia e foram pescá-la com suas redes. Conseguiram resgatar uma sereia que se chamava Liban, filha de Eochaidh, na praia de Ollarbha,na rede de Beon, filho de Inli. A colocaram num aquário, do mesmo modo que um peixe e ali ela permaneceu por durante 300 anos. Durante esse tempo, desejou ardentemente por sua liberdade. Uns monges piedosos resolveram libertá-la, mas antes a batizaram segundo o rito cristão, dando-lhe o nome de Murgen, o que significa " nascida do mar". Depois desejou a morte para sua salvar sua alma. Desde o dia que morreu ficou conhecida como a Santa Murgen, aparecendo com essa denominação em certos almanaques antigos e no santoral irlandês, sendo atribuídos à ela vários milagres. Você já tinha ouvido falar numa sereia santa? pois não é frenqüente essa simbiose entre o paganismo e o cristianismo. Em algumas descrições célticas antigas, as sereias tinham um tamanho monstruoso, apresentando quase 18 metros de altura. Essas medições foram possíveis porque elas penetravam pelos rios e podiam se encontradas em lagos de água doce.

Segundo acreditavam os antigos marinheiros, as sereias eram interessadas no líquido seminal e no sangue humano. Essas criaturas teriam a capacidade de, com seu canto melódico e hipnótico, obrigar homens e mulheres a manter relações sexuais com elas.
 Há ainda a ideia de que elas sejam carnívoras, e por isso se alimentem da carne de vítimas que conseguem atrair para o  fundo das águas. Ela encantaria o marinheiro ou qualquer um para que a pessoa entrasse na água, e uma vez que isso ocorresse, ela o mataria afogado e comeria sua carne. Há um filme chamado Floresta dos condenados (forest of the damned), que conta  que as ninfas foram expulsas do paraíso após serem contaminadas pelas emoções humanas de sensualidade e desejo, e se abrigaram na antiga floresta Miranda, atraindo vítimas desprevenidas com sua beleza, seduzindo-as e matando-as cruelmente (devorando-as vivas). O filme é legal e vale dar uma conferida.



Lugares onde aparecem as sereias:


Cantábrico, que banha a costa norte da Península Ibérica, já teve a fama de ser um mar muito povoado por sereias. No ano de 1147 uma grande expedição marítima levou um exército cristão do norte da Europa à Terra Santa, no começo da segunda cruzada. Por uma carta que se conserva na biblioteca do Colégio de Cristo da Universidade de Cambridge, escrita pelo cruzado Osbone, sabemos que sua frota saiu do porto de Dartmouth, ao sudoeste da Inglaterra " na sexta-feira anterior à Ascensão de Cristo", e que, várias jornadas depois, foi dispersada por um forte temporal um dia antes que pudessem alcançar o porto de mala- Rupis ( gijón). O relato de Osbone, traduzido por Jesus Evaristo Casariego, diz assim: " A noite que se seguiu ao temporal, apavorou todos os nautas, por mais serenos que fossem. Entre todos os perigos, escutamos os horríveis alaridos das sereias, que primeiro eram gritos de dor e logo de riso e gargalhadas, tal como se de seus castelos nos insultassem."
   Em 1.403, perto de Edam, nos países baixos, uma sereia passou por uma brecha em um dique e dois jovens a encontraram atolada no barro do canal, coberta de musgo e plantas verdes. Habitou em Haarlem até o dia de sua morte, depois de 17 anos. "Ninguém a compreendia", dizia Borges, " Porém lhe ensinaram a fiar e venerava como por instinto a cruz", razão pela qual foi enterrada em um cemitério cristão. Em 1658, foram vistas várias sereias na costa da Escócia, perto da desembocadura do rio Dee. A visão teve tal ressonância que o " Albedeen Almac ", converteu o local em ponto turístico, prometendo aos visitantes a presença de um grupo de preciosas sereias, criaturas conhecidas por sua beleza incomparável. Comprova-se assim, que a técnica da propaganda enganosa não foi invento do século XX. 
    No século XVIII um periódico inglês menciona como verdadeira a aparição de uma " mermaid " nas costas da Grã-Bretanha.
 Em 1728, o governador das ilhas Moluscas ( atual Indonésia ), Minher Van Der Stell, contou que havia visto " um monstro semelhante a uma sereia, junta a costa de Borneo, na província de Amboina", medindo aproximadamente 1,50 m. Permaneceu viva em terra, dentro de uma cuba cheia d'água quatro dias e sete horas, emitindo de vez em quando um sibilo débil, como uma ratazana.



Sereias multiformes:







As sereias, dentro de suas múltiplas habilidades, podem trocar de forma. A imagem mais comum na Antigüidade clássica, foi a de mulher ave, conhecida também como hárpia, para só na época medieval ser convertida em peixe. A sereia-hárpia, cuja imagem apresenta um rosto de mulher e o resto de uma ave rapina, personifica as tempestades e a morte, sendo encarregadas de raptar os seres humanos para logo oferecê-los ao deus do inferno. Esse ser aparece descrito por Homero e sobrevive na época de São Isidoro, mantendo-se inclusive até o século XII nas representações das Igrejas romanas, porém já não são vistas na arte gótica. Há também alguns relatos que uma sereia pode desintegrar sua cauda de peixe e converter-se em uma mulher de aspecto completamente humano. Para Nancy Arrowsmith, quando viajam pelo mar, só podem usar a forma de mulher peixe ou golfinho e se o fazem pelo ar, aparecem como gaivotas ou águias ( essa é uma qualidade mais próxima das Nereidas ). Sua altura habitual é um metro é meio. São muito belas e adoram jóias e pedras preciosas. Assim como as fadas, dormem durante todo o dia e somente é possível vê-las ao amanhecer ou no pôr-do-sol .


As sereias se encontram em todo o litoral do Mediterrâneo espanhol, mas também no Atlântico (aparecem na costa brasileira também), pois seus principais palácios estão próximos das ilhas Açores. Raras vezes são encontradas em mar aberto, pois gostam de aproximar-se das desembocaduras dos rios e das rochas da Costa. O pente de ouro e o espelho são seus atributos mais comuns, mas em algumas partes da Europa também usam um véu, uma bolsa e um cinturão. A posse de qualquer um desses objetos permite ter o controle sobre a sereia, podendo inclusive casar-se com ela.

   Dentro de suas características genéricas estariam o dom da profecia (que lhes permite proferir maldições), a sugestionabilidade de sua voz (que lhes permite hipnotizar através dela) e a necessidade de uma alma e filhos. Muitas são as lendas (Livro de Enoch) que dizem que as sereias tem sua origem no mundo humano, nos dando a comprovação da maldição proferida por uma mãe a sua filha. Seriam as sereias, nada mais do mulheres humanas em sua origem, mas que acabaram convertidas em espíritos da natureza. Este fato seria bastante significativo, pois explicaria várias de suas reações: buscam contato com o homem para casar-se com ele ou para matá-lo, buscam possuir uma alma (sentimentos) que perderam quando passaram para esse estado sobrenatural,podem converter-se com facilidade em mulheres com membros e aspectos humanos, não manifestam nenhuma aversão aos símbolos religiosos e sua estatura é maior que das fadas. O Francês Benoit de Mallet, publicou, no ano de 1755, uma volumosa obra dedicada as sereias, onde recolheu todo o tipo de lendas relacionadas a elas, chegando a conclusão que eram seres de uma raça humana primitiva, praticamente desaparecida, assinalando sua presença desde a Terra do fogo até Madagascar.


sábado, 10 de março de 2012

A magia dos elementais



Conhecidos também como devas, os elementais são seres da natureza ou anjos caídos para muitos, como eu. Mas nem todos os anjos caídos são demônios. Alguns até gostam dos humanos e tentam ser como eles, mas, no entanto, outros sentem inveja, e esses elementais ou anjos caídos são maus e deve-se evitar qualquer tipo de contato com eles, pois eles não são nada amigáveis. É o caso, por exemplo, de muitos elfos que tem a fama de estrupadores e assassinos. Há também a Corte Maldita do reino das fadas, que causam paralisia nas pessoas e matam animais, dentre outras atrocidades. Há muito tempo atrás, as pessoas já temiam esses espíritos. Havia várias lendas de fadas raptoras de bebês. Diziam que as fadas tinham uma fraquesa genética e devido a isso, seus filhos nasciam muito doentes e geralmente não sobreviviam. Para salvarem seu povo da extinção, as fadas seqüestravam amas de leite para alimentar seus filhos, na esperança de que o leite humano os salvasse. Parece que não deu tão certo, então, elas começaram a roubar bebês humanos ( para fortalecer sua espécie com sangue novo), deixando em seu lugar um pedaço de madeira encantado para se parecer com a criança, ou então deixavam seus próprios filhos mais fracos que morriam em poucos dias, ou ainda deixavam uma fada ou um elfo muito velho no lugar da criança. Para saber mais sobre essa história, visite meu blog sobre fadas e descubra tudo que os livros infantis e filmes nunca contaram: adancadasfadas.blogspot.com

Há muitos elementais e eles são separados por categorias elementais, mais conhecidas como os quatro pontos cardeais: Leste, Oeste, Sul e Norte.

Leste - elemento correspondente - Ar:  Sílfides, fadas e silfos

Oeste -elemento correspondente -Água : Ninfas, ondinas e sereias.

Sul -Elemento correspondente -Fogo: Salamandras,Dragões

Norte -Elemento correspondente -Terra: Elfos, Gnomos e Duendes

Todos os elementais possuem um deva e um arcanjo responsável por estes, a quem devem respeito e obediência. Por isso, qualquer problema que tiver com eles, evoque o arcanjo responsável, através de orações e peça ao arcanjo para controlá-los, mas antes, converse com o elemental e diga que não está gostando das atitudes dele, convença-o a tentar mudar de atitude, se não der certo, chame o arcanjo. Mas lembre-se, os anjos não aparecem da noite pro dia, pelo menos não foi assim comigo. Como prevenir é melhor que remediar, trabalhe primeiro com os anjos antes de trabalhar os elementais, só assim, você terá mais segurança para lidar com forças sobrenaturais que não pode controlar.

Arcanjos responsáveis pelos elementais:


Rafael é responsável por todos os elementais do ar.
Gabriel é responsável por todos os elementais da água.
Miguel é responsável por todos os elementais do fogo.
Uriel é responsável por todos os elementais da terra.

Para saber mais sobre a história dos anjos e como evocá-los, visite meu blog sobre o assunto: abracocelestial.blogspot.com

Antes de evocar um elemental, tente primeiro evocar o deva ou rei elemental, responsável por este, e claro, o arcanjo do elemento.

Não se deve trabalhar com apenas um elemento, por que isso causa um desequilibrio, que se não tratado causa desde à loucura à morte. Veja exemplos abaixo do que um desequilibrio pode causar:

Excesso do elemento Ar: 

Distração perigosa que provoca acidente, dispersão, muitas ideias e pouca ação,problemas respiratórios.

Excesso do elemento Água:

Super-emotividade, sensibilidade.

Excesso do elemento Fogo:

Loucura, paixão, raiva.

Excesso do elemento Terra:

Artrose, artrite, temperamento ranzinza, avareza.

Você pode, por exemplo, trabalhar por quase um mês com um único elemento, mas não mais que isso.
Há várias formas simples e eficazes para atrair elementais:

Para atrair elementais:


Do ar: Experimente espalhar flores pela casa, ouvir músicas suaves ou animadas, mas de melodia agradável. Vista roupas coloridas, mas de cores claras (evitando o preto). Use maquiagem (se for mulher, claro). Explore a beleza, pois os elementais do ar são vaidosos. Acenda incensos, sorria, cante e dance; esses elementais também são atraidos pelo riso e pela alegria). Pode também comprar uns bibêlos ou estátuas de fadas, um incesário, alguns cristais e montar um altarzinho pra elas. Ofereça mel, sucos de frutas e doces como oferendas. Só nunca dê uma roupa para uma fada, pois ela pode se ofender e nunca mais voltar. Vale ressaltar que fadas, quando ofendidas ou irritadas são chatas pra caramba, podendo, consumir com as coisas dentro de casa, tirar ganhos potenciais, atrair má sorte e roubar jóias e outros pertences de valor. Não se engane com a inocente aparência de " Katherine Jenkins " delas. Elas estão mais pro clube de Lindsay Lohan, Lili Allen e Britney Spears (sem ofensas às cantoras, que não são lá tão certinhas). Tenha cuidado! as fadas podem ser tão perigosas quanto as temidas sereias da cultura grega.

Do fogo: Velas e incensos (fogueira também, se possível, ou o uso do caldeirão, que dá o mesmo resultado) . Experimente roupas ousadas, maquiagem forte, explore a sensualidade. Ouça músicas sensuais, dance, seduza.

Da água:Velas e incensos, ingestão de liquidos como água, sucos e chás. Banhos magicos, etc. Use cores claras, especialmente azul e verde. Ouça músicas românticas, sinta. Emocione-se e não tenha medo de expôr seus sentimentos.

Da terra: Velas e incensos, cristais e cores escuras. Experimente sentir o elemento, mexendo na terra ( plantando) , andando descalço. Não tenha medo de se sujar um pouco. Quanto a música, pode variar um pouco, por exemplo, os duendes  e gnomos gostam de música animada, tipo escocesa e sapateado. Já os elfos, podem gostar tanto de pop quanto sertanejo. Há um ritual bem interessante para sentir os elementais da terra que consiste em visitar um lugar que contenha ou simbolize um dos elementos pra você. Feche os olhos e respire profundamente. Use tanto dos seus sentidos quanto for possível para experimentar o elemento. Se possível, o toque (com excessão do fogo, no caso, aproxime suas mãos apenas e sinta o calor), cheire, ouça, saborei.  Passe algum tempo no local que escolheu para fazer uma conexão real com o elemento. Esse simples ritual pode ser feito sempre e com todos os elementos.


Os elementais não são tão sólidos quanto nos filmes, então a forma deles se manifestarem pode ser completamente diferente da esperada. Você poderá vê-los em formas de vultos, como uma imagem em sua mente, se treinar a " visualização " ou ainda em sonhos. Talvez, você possa vê-los de forma quase sólida em sua frente, mas acredito que isso só será possível se você possuir alguma mediúnidade ou se " Eles " permitirem. Há muitos rituais circulando pela net para se conseguir ver os elementais. Mas é preciso cuidado com esses rituais porque muitos elementais não admitem serem vistos por humanos, e punem severamente quem viola suas regras. É o caso das fadas dançarinas (dos famosos anéis de fadas)
que quando estão dançando, detestam serem observadas e se avistarem um humano as observando, o atraem para seu círculo mágico e o enfeitiçam. O humano dança até a morte, pois uma vez que começa a dançar, não consegue mais parar.  Para ver a história em detalhes, acesse o blog: adancadasfadas.blogspot.com . Os elementais se encantam fácilmente com pessoas jovens e bonitas, podendo levá-las para seu reino. Pode parecer mágico, mas não é? pense melhor: Por que seres que moram em um suposto " paraíso " prefeririam o nosso mundo, ao deles? Você pode argumentar que é por causa da nossa tecnologia, moda e tudo o mais. Mas eu tenho uma novidade pra você: O mundo deles não é um paraíso de flores e plantas como no refugio elfico do Senhor dos anéis. Eles nos imitam tanto, que seus reinos já se assemelham aos nossos em quase tudo.
 Eu gosto muito de certos elementais e não quero manchar sua reputação, mas os principais motivos pelos quais eles nos levam para seus mundos, me parecem egoístas; As fadas nos levam pra alimentar seus filhos, procriar com elas ou para ajudar nos trabalhos domésticos. Já os elfos, beiram isso, com excessão, que muitas vezes se apaixonam por uma mortal. Entretanto, o amor de um elfo é egoista, baseado mais em paixão que em amor. Esse tipo de sentimento de um elfo por uma mortal, não fará bem algum a ela, porque o elfo irá amá-la apenas enquanto ela for jovem, abandonando-a futuramente ou matando-a para  conservar sua  juventude. Sem contar que, o elfo, por ciúme e egoísmo, não permitira de forma alguma que sua amante mortal o traia, e se isso vier a acontecer, ela poderá sofrer com diversos problemas finaceiros, brigas e tudo o mais que o elfo traido puder fazer para vingar-se de sua amante infiel. E elfos são insaciáveis quando se trata de vingança. Por isso, tome cuidado, pois nem tudo que reluz é ouro.

o Círculo


para que você precisa de um círculo? Para demarcar um espaço sagrado, fechar um círculo funciona mais ou menos como fazer um escudo pessoal. Quando se desenha um círculo, você pode decidir o que entra nele ou não. Um circulo Wiccano pode ser marcado no chão em espaços internos com giz, tinta ou um tapete redondo. Ele também pode ser delineado com coisas naturais como milho ou pedras. Podem ser em espaços externos.

Erguendo o círculo:


Escolha um lugar onde a fronteira de seu círculo comece.
Assente-se*(Para saber mais sobre assentamento, leia a postagem sobre o tema nesse mesmo blog).
Visualize sua raiz e então a visualize puxando energia do centro da terra.
Estenda o indicador e o dedo médio com qualquer uma das mãos.
Comece a se mover em sentido horário no círculo e visualize a energia fluir por você e formar o círculo. Muitas pessoas acham útil visualizar um feixe de energia de uma cor particular. Lembre-se de respirar profundamente. Não prenda a respiração.
Quando tiver passado por todo o círculo e retornado a seu ponto de partida, pare de andar e solidifique o círculo, visualizando-o com toda a sua estrutura em sua mente. Depois disso, estenda-o acima de sua cabeça e abaixo de seus pés em direção ao solo, de maneira a torná-lo uma bolha tridimensional à sua volta.

Uma vez que esteja dentro do círculo, não cruze a barreira ou causará um lapso de energia. Em casos de urgência, use os dois dedos de que se valeu para desenhar o círculo e corte uma porta na barreira. Quando voltar, redesenhe a linha.

Para baixar um círculo, comece em seu ponto de partida e mova-se pela borda em sentido anti-horário enquanto visualiza a energia do círculo ser sugada pelos seus dedos e sendo empurrada de volta a terra por meio de sua raiz. Assente-se novamente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .