domingo, 16 de novembro de 2014

Praticando a visualização

    A visualização é uma da mais eficientes práticas mágicas e é muito simples de realizar, embora exija bastante concentração. Quando se cria o pensamento com fé, cria-se também o terreno para a sua realização.

I - O Perdão


   Aprenda a perdoar quem o ofendeu, pois o perdão dissolve o ressentimento e o liberta do passado.

Como fazer:

   Acenda um incenso, se quiser, e sente-se numa posição confortável. Feche os olhos e deixe que seu corpo e sua mente relaxem.
   Imagine que você está na plateia de um teatro. No pequeno palco à sua frente, ponha uma pessoa da qual guarda ressentimentos. Pode ser alguém do presente ou passado, vivo ou morto, que ainda está na sua vida ou não. 
   Você vê essa pessoa com nitidez, iluminada pelos holofotes. Preste atenção ao jeito dela, à roupa que está vestindo. Visualize coisas boas lhe acontecendo. Veja-a sorrindo e feliz. Mantenha essa imagem por alguns momentos. Se quiser, suba ao palco para abraçá-la. Depois, deixe que ela desapareça lentamente.
    Quando ela sair do palco, coloque-se no mesmo lugar. Veja coisas boas acontecendo a você, também. Veja-se sorrindo e feliz.
   
   Esta visualização ajuda a perdoar e tomar consciência de que a abundância do Universo está disponível para todos nós.

II - A Vingança


      Muitas vezes, a raiva que você sente é tão grande que você sente é tão grande que você não consegue perdoar. O melhor, nesses casos, é vingar-se, para, então, sentir-se livre para perdoar.

   Acenda um incenso, se quiser, e sente-se em uma posição confortável. Feche os olhos e deixe que seu corpo e sua mente relaxem.
    Pense na pessoa que o ofendeu e veja-a à sua frente. O que você gostaria de fazer com ela? Imagine a situação em detalhes. Não economize sofrimento: Você só terá essa oportunidade! E ninguém vai ficar sabendo, nem você precisará pagar por isso.
   Quando acabar de "torturá-la", faça com que ela se sente à sua frente e converse com ela. Conte-lhe como você se sentiu com o que ela lhe fez e também enquanto vingava-se dela. Diga-lhe que, agora, vocês estão quites e você está pronto para perdoá-la. Para terminar,  abrace-a com amor. Não se preocupe se não conseguir abraçá-la e perdoá-la na primeira vez. Às vezes, a mágoa é tão grande que precisa ser dissolvida aos poucos... Não desista... Ao contrário, tente várias, até conseguir. Lembre-se: Quem irá lucrar com isso é você mesmo.

III - O amor


   O amor que existe em nosso coração é tão grande que apenas uma pessoa sozinha curar o planeta. Por que estamos usando com tanta economia? Ele não vai acabar, ao contrário, é dando que recebemos mais amor.
   Vamos, então, plantá-lo em todas as terras, para que se multiplique, regá-lo com todas as águas, para que cresça, queimá-lo em todos os fogos para que se purifique, espalhá-lo pelos quatro cantos da terra para que leve a nossa mensagem e possa ser doado a cada pessoa que cruzar o nosso caminho. Vamos usá-lo para enfeitar e alegrar a nossa vida.

   Visualize uma estrada. Imagine-a do jeito que quiser. Enfeite-a com todas as flores e cores ou com todas as pedras e o pó que conseguir. Veja que por ela vem vindo uma criança de três ou quatro anos. Repare bem nela: Como está vestida, como se comporta. Perceba como ela se sente sozinha e confusa naquele lugar desconhecido...
    Quando ela chegar perto de você, olhe-a bem nos olhos. Sinta a sua tristeza... Veja como ela se sente abandonada... As lágrimas que lhe escorrem pelo rosto... Ela estende os bracinhos para você. Abra os braços e receba-a com amor. Aperte a criança trêmula contra o seu peito. Abrace-a com carinho, beije-a com ternura, acalente-a no colo e sinta o seu coração se enchendo de amor. Diga a ela que você a ama e que ela é importante pra você. Admire tudo o que ela é, tudo o que ela faz, tudo o que existe nela e diga-lhe que não há mal nenhum em se cometer erros quando se está aprendendo. Prometa-lhe, que, aconteça o que acontecer, você sempre a apoiará.
   Agora, deixe que ela fique pequenina, tão pequena que caiba no seu coração. Coloque-a dentro dele com o rostinho virado para você, para que possa olhá-la nos olhos e dar-lhe muito amor.
   Agora, imagine novamente a mesma situação, mas substitua esta criança sem rosto por alguém conhecido. Você pode começar repetindo o exercício com seus pais, mas também pode fazer essa magia com todas as pessoas que você conhece.

2 comentários:

Renata disse...

Suas postagens, só de ler já nos faz bem, um privilégio! Parabéns pelo trabalho!
Bj carinhoso, Renata

D DeVille disse...

Muito legal. Eu gostei da parte da Vingança. Estudando a Lei da Atração, essa parte sempre fica de fora, e eu nunca tinha parado pra pensar assim. Já odiei uma pessoa por muito tempo, e quando decidi perdoá-la, não foi nada fácil. Talvez se tivesse pensado na vingança antes, teria obtido mais sucesso. Hoje já não tenho aquele ódio da pessoa, acho que o tempo o dissolveu e eu consegui perdoá-la completamente. Ah, e parabéns pelo blog. Extremamente útil.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .